RS RSS Geral

Medalhistas olímpicos são homenageados no Palácio Piratini

Os atletas, técnicos, árbitros e auxiliares receberam a medalha João Saldanha e um diploma de participação nos Jogos (Foto: Karine Viana/Palácio Piratini)
Os atletas, técnicos, árbitros e auxiliares receberam a medalha João Saldanha e um diploma de participação nos Jogos (Foto: Karine Viana/Palácio Piratini)

Os atletas olímpicos e paralímpicos que conquistaram medalhas nos Jogos Rio 2016 receberam, na tarde da segunda-feira (10), no Palácio Piratini, mais uma medalha: a João Saldanha. Além dos atletas, técnicos, árbitros e auxiliares também foram homenageados com um diploma de participação na competição. A cerimônia contou com a presença do governador José Ivo Sartori, e do secretário interino do Turismo, Esporte e Lazer, Victor Hugo.

De acordo com Sartori, os atletas homenageados são exemplo de superação e comprometimento. “Vocês são os heróis do nosso esporte, são exemplos de superação e de talento, de pura inspiração. Em nome do Estado, reconheço cada atleta pelo suor derramado, tempo dedicado e força em superar limites”, destacou o governador. O secretário Victor Hugo afirmou que todos os que participaram da competição são vitoriosos, além de “demonstrarem para as futuras gerações que a vida vale à pena”.

Ao final, medalhistas olímpicos e cronistas esportivos que participaram da cobertura dos Jogos ainda receberam a placa Cid Pinheiro Cabral, entregue pelo presidente da Associação dos Cronistas Esportivos Gaúchos (Aceg), Carlos Edgar Fontoura Vaz.  Também participaram da solenidade a secretária do Gabinete de Políticas Sociais, Maria Helena Sartori; os deputados Juvir Costella e João Derly e representantes da diretoria da Aceg.

Medalha João Saldanha
A Medalha João Saldanha foi criada em 2007, destinada a homenagear pessoas físicas ou jurídicas que tenham se distinguido por relevante atuação em prol das atividades desportivas, individuais ou coletivas, com gloriosa classificação em eventos nacionais ou internacionais, ou no campo do jornalismo desportivo.

João Saldanha, gaúcho de Alegrete, atuou profissionalmente por poucos anos no Botafogo, no futebol, mas abandonou a carreira e se graduou em Jornalismo, tendo se tornado um dos mais destacados cronistas esportivos brasileiros. Em sua rápida passagem como técnico de futebol, levou a seleção brasileira a classificar-se para a Copa do Mundo de 1970. Deixou o comando do time antes do início da competição, em uma história até hoje não esclarecida.

Texto: Ascom Estado