RSS Geral Lajeado

Meninas do Lar recebem livros de doação

entrega-livros2Na tarde de segunda-feira (19) o Centro Nora Oderich de Atendimento à Menina (Lar da Menina) da Sociedade Lajeadense de Atendimento à Criança e ao Adolescente (SLAN) recebeu a visita do Rotaract Club de Lajeado para uma entrega de aproximadamente mil livros, arrecadados na Gincana de Lajeado. Ao todo o Lar da Menina conta com 130 meninas.

O presidente do Rotaract Club de Lajeado Roque Roesler afirma que o trabalho contou com o apoio da comunidade participante da Gincana e também dos colegas do Clube de Serviço, que não mediram esforços para arrumar, classificar e catalogar cada livro. “Identificamos a necessidade de o Lar da Menina ter mais livros em função que tinham poucos e em meio a uma atividade propusemos que fosse realizada uma tarefa dentro da Gincana”. Segundo Roesler hoje as crianças não tem os mesmos hábitos de leitura que antigamente. “Terem livros em mãos é importante para manusearem ou levarem para casa. Muitos não têm acesso a internet e nada substitui um livro físico”, diz Roesler.

A diretora do Lar Virginia Rempel tem certeza que as meninas irão adorar, pois tem um momento de literatura infantil diariamente antes do almoço. “Estávamos precisando de livros para melhorar o acervo que tínhamos. Estamos muito felizes com essa ação de incentivo a leitura”, diz.

Para Milena Pereira de oito anos que está no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos e é uma apaixonada por leitura, mais livros na biblioteca farão seu ano de 2017 ainda melhor. “Amei que o Lar recebeu essa doação. Sempre gostei de ler e adoro contar histórias e fazer teatro. Vai ser ótimo ter mais livros. Eu particularmente gosto muito de histórias clássicas”, diz a menina.

A personagem cheia de histórias

Vestida de mamãe noel, a escritora e professora Ana Cecília Togni, a Chica como é chamada carinhosamente pelos amigos, esteve também agraciando a entrega dos livros fazendo o que ela mais gosta de fazer: “contando histórias”. Segundo ela, é uma grande emoção acompanhar projetos que incentivam a leitura. “Acredito que só a leitura fará com que as crianças estendam língua portuguesa, matemática adquiram raciocínio lógico e aprendam a falar corretamente”. Chica afirma que quanto mais lerem, mais oportunidades terão de se expressarem, de ter opinião própria e com isso consequentemente se tornarem cidadãos de opinião.

Fonte: Ass. de Imprensa da SLAN
Foto: Renata Leal