Saúde Destaques Estrela

Meta é alcançar 80% do público-alvo vacinado

Etapa nesta sexta-feira (13) baixa em quatro anos a idade limite (20 ou mais) para quem pode ir receber a primeira dose (D1) da vacina contra a Covid 19

A intensa programação semanal de imunização contra a Covid 19 em Estrela será fechada, nesta sexta-feira (13), com a última e maior etapa da série de quatro que estavam agendadas. São esperadas até mil pessoas com 20 anos ou mais para receberem a primeira dose (D1), no Parque Princesa do Vale, das 8h às 12h. Caso isso ocorra, Estrela atingirá a marca dos 21,9 mil vacinados, e assim superará os 80% do público-alvo atual, que hoje é calculado em 26,9 mil pessoas, incluindo os adolescentes que possuem comorbidades e já estão imunes.

A etapa seguirá as mesmas regras das outras já realizadas, utilizando os modelos drive thru e fila de pedestres. Entre as exigências aos presentes está o uso de máscaras, a posse de documento oficial e comprovante de residência. A arrecadação de roupas e alimentos por voluntários do Lions segue sendo executada. De acordo com a coordenação, quem estiver na fila até o horário limite será vacinado. “E caso todos os que esperamos para essa faixa etária compareçam, assim como alguns de mais idade que ainda não o fizeram antes, vamos alcançar a marca de 80% com a primeira dose”, destaca a enfermeira-chefe, Ana Carolina Lopes. “Claro que, se em breve a vacinação seja aberta também para adolescentes entre 12 e 17 anos sem comorbidades, nosso público-alvo aumenta e nossos índices caem, mas dentro do que hoje é permitido este é o contexto em Estrela.”

Sala de vacinas

Como a etapa desta sexta-feira (13) deverá ser uma das maiores realizadas até então, e a data ser dia de lançamento de dados no sistema da campanha, o que necessita ser feito para confirmar o recebimento de novos lotes, a Sala de Vacinas da Unidade Básica de Saúde (UBS) Central – Posto Central terá seu horário alterado. Excepcionalmente nesta data, funcionará das 15h às 19h.

Gestantes, puérperas e lactantes

Nesta quinta-feira (12), a etapa buscou completar a imunização de gestantes, lactantes e puérperas, vacinadas na D1 com a AstraZeneca e que estavam em atraso. Isto poderá se tornar mais comum a outros grupos a partir da intercambialidade de imunizantes agora permitida pelo Ministério da Saúde, o que possibilita que a D2 aplicada seja de outra variedade de vacina. Ao todo foram mais 34 mulheres imunizadas, que agora somam-se às 10.763 pessoas imunizadas por completo no município, ou cerca de 40% do público-alvo.