RS RSS Destaques Geral

Ministério da Agricultura criará grupo de trabalho para tratar de projeto de energia elétrica

Deputado Adolfo Brito esteve em reunião no Ministério da Agricultura (Foto: Divulgação)
Deputado Adolfo Brito esteve em reunião no Ministério da Agricultura (Foto: Divulgação)

As dificuldades enfrentadas pelo Rio Grande do Sul e a abrangência do projeto “Energia – a Qualidade que o Brasil Precisa”, que pretende melhorar a distribuição da energia elétrica no meio rural, foram reconhecidas pelos Ministérios de Minas e Energia e da Agricultura. As informações são do presidente da Comissão de Agricultura da Assembleia Gaúcha, deputado Adolfo Brito, que esteve reunido com as pastas em Brasília, nesta terça-feira (14).

Em reunião que durou cerca de uma hora, Brito apresentou o programa ao secretário nacional de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia, Fabio Alves, que, junto de diretores e assessoria, deram apoio ao projeto e confirmaram que participarão de reuniões sobre o projeto em buscar de recursos para implementação.

Já no Ministério de Agricultura, Brito foi recebido pelo secretário de Política Agrícola, Neri Geller, que, a partir da proposta do parlamentar nomeará a criação de um grupo de trabalho para buscar apoio em outros ministérios. Além disso, considerou o projeto importante e necessário para viabilizar a permanência dos jovens nas propriedades rurais, aumentando a produção e gerando emprego e renda, além de retorno em impostos. “Nós estaremos lado a lado para implementar o Plano. Acho que agora estamos no caminho certo e voltaremos a Brasília para tratar do assunto”, afirmou o parlamentar.

Em relação aos produtores rurais da Zona Sul do Estado prejudicados pelas fortes chuvas deste ano, e os pleitos que foram entregues ao ministro Blairo Maggi na abertura da Fenarroz, no mês passado, aqui no RS, o secretário Geller informou que no final deste mês o Conselho Monetário Nacional deverá autorizar a prorrogação dos financiamentos para setembro. Até lá, o governo vai estabelecer critérios para uma negociação definitiva da dívidas dos produtores.

No que tange a COP 7, o Ministério da Agricultura se manifestou amplamente favorável à Cadeia Produtiva do Tabaco na audiência pública realizada pela Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados na tarde de ontem, com a participação da Comissão de Agricultura Gaúcha.

Texto: Ascom Assembleia Legislativa