RS RSS Destaques Geral

Missão à Argentina busca novas oportunidades de negócios

Comitiva liderada pelo governador José Ivo Sartori cumprirá agendas políticas e técnicas em Buenos Aires - Foto: (Arte/Leandro Osório/Especial Palácio Piratini)
Comitiva liderada pelo governador José Ivo Sartori cumprirá agendas políticas e técnicas em Buenos Aires (Foto: Arte/Leandro Osório/Especial Palácio Piratini)

A busca de novos acordos bilaterais entre os setores produtivos do Rio Grande do Sul e as províncias argentinas irá nortear a missão gaúcha que se inicia nesta terça-feira (16). Até quinta-feira (18), a comitiva, liderada pelo governador José Ivo Sartori, cumprirá agendas políticas e técnicas em Buenos Aires com a intenção de potencializar as relações econômicas entre o Estado e o país vizinho.

Para o governo, o fortalecimento das relações regionais entre os dois países do Mercosul é a alternativa de curto prazo para estimular o crescimento econômico do Rio Grande do Sul, indispensável para o saneamento das contas públicas. As áreas comerciais, científicas e tecnológicas são os principais focos da missão.

“Estamos abrindo um caminho de relacionamento porque a Argentina tem o mercado mais importante do Sul. O foco são as áreas de tecnologia, couro, sapato, transportes e automotiva. Mas também, frente às atuais dificuldades do Mercosul, nossa vontade é de reativar acordos bilaterais. Já conversamos com o embaixador da Argentina no Brasil, que está protagonizando esta aproximação, e temos o aval do governo brasileiro. Queremos também facilitar ainda mais o mercado para os produtos gaúchos. Restabelecer o Mercosul é estrategicamente importante para o Rio Grande do Sul, a Argentina e o Uruguai”, destacou Sartori.

Viagem

A comitiva viaja para Buenos Aires nesta segunda-feira (15), no vôo comercial da Aerolíneas Argentinas das 12h30, saindo do Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre. A chegada à capital argentina está prevista para as 14h15. Integram o grupo secretários de Estado, parlamentares federais e estaduais, dirigentes de entidades setoriais, empresários e representantes de instituições de ensino. Os integrantes do governo do Estado terão as despesas pagas pelos respectivos órgãos. Já os representantes das entidades custearão seus gastos com passagem, alimentação e hospedagem.

Veja quem são os integrantes da missão

Roteiro

As agendas estão concentradas na capital argentina. O primeiro compromisso oficial da missão será na terça-feira (16), às 10h, quando o governador e a comitiva serão recebidos pelo secretário argentino de Planejamento e Políticas de Ciências e Tecnologia do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Produtiva, Miguel Angel Blesa. Na pauta está a cooperação científica com enfoque nas inovações em tecnologias industriais avançadas.

Às 12h, Sartori se reúne com a governadora da província de Buenos Aires, Maria Eugenia Vidal. A intenção é intensificar a cooperação acadêmica, científica, tecnológica, econômica e cultural entre os dois estados. A agenda inclui ainda reuniões nos ministérios da Cultura, Agroindústria, Produção e Transportes.

Às 15h, a missão gaúcha será recebida pelo ministro de Agroindústria argentino, Ricardo Buryaile.

Às 16h, o governador e a comitiva serão recebidos pela chanceler Susana Malcorra, ministra das Relações Exteriores e Culto. No encontro, Sartori apresentará a política de desenvolvimento econômico e relações internacionais do Estado e poderá identificar potenciais projetos em comum com a atual gestão do presidente Maurício Macri, que manifestou interesse em promover a aproximação.

O governador fará um balanço da missão na quarta-feira (17), às 12h, durante coletiva de imprensa na Embaixada do Brasil. Ele retorna ao Brasil antes do grupo, para se reunir com representantes do Banco Mundial (Bird), dia 18, em Florianópolis (SC).

Confira aqui a agenda completa

A missão

A viagem começou a ser preparada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sdect) em maio deste ano, após a visita oficial do embaixador da Argentina no Brasil, Carlos Alfredo Magariños, ao Rio Grande do Sul para tratar da reconstrução do Mercosul. Na oportunidade, Magariños solicitou ajuda de Sartori para reativação econômica do bloco. Em julho, o tema foi pauta do encontro do governador com o ministro das Relações Exteriores, José Serra. A missão tem o apoio da Embaixada do Brasil na Argentina. Em julho de 2015, Sartori também foi ao Uruguai para tratar de acordos bilaterais com aquele país.

RS-Argentina

A Argentina é o maior parceiro do RS no Mercosul. De acordo com os dados da balança comercial de 2015 (MDIC), o país vizinho foi o segundo principal destino das exportações gaúchas (7,26%), totalizando US$ 1,27 bilhão, e a principal origem de importações do estado (18,7%), o que representou US$ 1,85 bilhão.

Os principais produtos exportados pelo Rio Grande do Sul para Argentina são: automóveis de passageiros (16%), polímeros de etileno em formas primárias (16%), partes e acessórios de veículos automotivos (8%) e máquinas e aparelhos para colheita ou debulha de produtos agrícolas (6%).

Os principais produtos importados da Argentina são: veículos automóveis para transporte de mercadorias (50%), automóveis de passageiros (16%), trigo e mistura de trigo com centeio (4%) e cevada (4%).

Texto: Ascom Estado