RSS Destaques Estrela Polícia

Motocicletas vão ganhar atenção do trânsito em Estrela

Todos os acidentes com lesões, no mês de outubro, envolveram motos na Rio Branco (Foto: Rodrigo Angeli)
Todos os acidentes com lesões, no mês de outubro, envolveram motos na Rio Branco (Foto: Rodrigo Angeli)

O Município de Estrela, através do Departamento de Trânsito (DT), recebeu nesta semana o sexto relatório mensal com os números referentes aos atendimentos na área por parte da Brigada Militar (BM). E pela primeira vez desde que o estudo começou a ser realizado, quando se registrou queda de até 50%, o número de acidentes voltou a subir. As motocicletas e a Avenida Rio Branco lideram as estatísticas.

O balanço é um acordo informal que a Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento Econômico (Seplade) selou com a BM de Estrela, cuja unidade local é a que atende as ocorrências. Em setembro, os dados mostravam uma queda de 50% no número de acidentes – 16 ocorrências. Em maio foram 32. Agora, em outubro, 25. Destes, apenas nove com lesões corporais. Todos envolvendo motos, e todos na Avenida Rio Branco. “Sabe-se que a Avenida Rio Branco, por tudo o que ela significa, o movimento que tem como rota de ligação entre bairros e a área central, tem tudo para liderar as estatísticas. Mas dos 13 acidentes ali registrados, o que corresponde a mais de 50% das ocorrências totais, nove envolvem motos, e todos aqueles que registraram vítimas”, explica Gerson Teixeira, chefe do Departamento de Trânsito do Município. Outro ponto de ocorrências mais frequentes foi a Rua Tiradentes e suas transversais.

Segundo Teixeira, ações serão tomadas. “Os números envolvendo carros já diminuíram em todo o município, muito em um reflexo de mudanças que realizamos e ações que tomamos, como a instalação de tachões, melhora da sinalização, rótulas. Agora precisamos enfocar um pouco mais a questão das motos. Sabe-se que este aumento pode ser algo casual, mas também temos a consciência de que motociclistas respeitam menos as preferenciais, pontos de ultrapassagem. Não são raros os acidentes envolvendo motos, como mostram os registros, devido a ultrapassagens pelo lado direito de veículos”, diz. “O que temos a fazer é aumentar a fiscalização, o que deve ficar melhor quando os agentes de trânsito estiverem em atividade, realizar ações específicas para motos, mas também incentivar a fiscalização pessoal dos usuários das vias, transeuntes, e a conscientização de todos.”

Sugestões e reclamações quanto ao trânsito de Estrela podem ser feitas na Seplade, pelos telefones 3981-1075 e 3981-1032, ou em outros canais de acesso, entre eles a Ouvidoria do município (3981-1219).

Texto: Ascom Estrela