Variedades Social Os Vales em Notícia Eventos Geral Muçum

Muçum promove Carna Família, com intuito de resgatar cultura do Carnaval

Com organização da Escola de Samba Muleke Atrevido, programação é voltada para toda família

Outrora, o Carnaval de Rua de Muçum esteve entre os melhores da Região, recebendo foliões de diversas partes do Vale do Taquari, Serra Gaúcha e Grande Capital. No entanto, a algazarra exacerbada, resultante em brigas, consumo excessivo de álcool e importunação de moradores, além de impedimentos impostos pelo Ministério Público, fez com que a folia não pudesse mais ser promovida pela Prefeitura, passando a ser de responsabilidade de uma empresa. Porém, após três anos sem promover, a Administração Municipal volta a protagonizar a realização, desta vez, com uma proposta diferente.

Reunião na Secretaria de Educação, entre prefeito e as titulares das pastas de Educação e Ação Social, Cultura, Turismo e Desporto e diretoras da rede municipal de ensino, definiu últimos detalhes. Escolas serão fundamentais para mobilizar as famílias à participarem.

No sábado, dia 22 de fevereiro, a partir das 17h, a festa popular invade novamente as ruas da Princesa das Pontes. Agora, o 1º Carna Família de Muçum, terá missão de contemplar as famílias de Muçum e Região. Com a organização da Escola de Samba Muleke Atrevido – que deve animar o público através do samba – e apoio do Grupo Encantado de Comunicação, o evento terá brinquedos infláveis gratuitos, comércio de lanches e bebidas e distribuição de erva-mate e água quente. Para às 20h, é programado um desfile com participação dos alunos das escolas da rede municipal de ensino. Às 23h30min, a festa deve-se encerrar, a fim de evitar a perturbação de munícipes. “É uma proposta totalmente diferente de tudo que já foi feito em nossa cidade. Uma promoção para resgatar nossa cultura. Temos que mostrar para nossas crianças e jovens que o Carnaval não deve ser visto apenas como uma folia exagerada”, explica a secretária de Ação Social, Cultura, Turismo e Desporto, Jacinta Casagrande.

Presidente da Escola de Samba Muleke Atrevido, Paulo Cezar Dutra Menezes, conta que o grupo organizou evento similar em Encantado, no ano passado. A escolha por Muçum se deu por entender que a cidade tem um povo acolhedor e participativo, merecendo um evento deste porte e com um ideal tão importante. Ele reforça as palavras de Jacinta, afirmando que é uma festa voltada exclusivamente para as crianças, pais e/ou responsáveis. “Fizemos em Encantado com a mesma proposta e foi um sucesso. Faremos novamente neste ano, levando também a Muçum. Pensamos em expandir o projeto para outras cidades do Vale do Taquari”, conta.

O prefeito Lourival de Seixas, tranquiliza os moradores e garante que a festa será ordeira, sem volume excessivo de som e com patrulhamento da Brigada Militar, para que a festa não fuja da proposta. Ele explica ainda que, neste formato, ao contrário de anos anteriores e com a organização de uma escola de samba, que funciona como uma empresa, é plenamente aceitável pelos órgãos de fiscalização. “Entendo que o Poder Público deve incentivar aquilo que fomenta a cultura. Mas não arcar com gastos que potencializam a bagunça e o alcoolismo, em casos, precoce”, opina.

Créditos: Luís Gustavo Bettinelli