Investimento Santa Clara do Sul Destaques

Município comprará área da antiga fumageira

Objetivo é resgatar a história e usar o imóvel para ações agroecológicas e culturais

Picada Santa Clara

Um dos locais com maior riqueza cultural e histórica de Santa Clara do Sul, a antiga área de beneficiamento de fumo localizada em Picada Santa Clara, interior do município, será adquirida e reformada pelo governo municipal. Na semana passada, a Câmara de Vereadores aprovou o projeto que autoriza o Executivo a abrir crédito suplementar de até R$ 430 mil visando à compra do imóvel. Em dezembro de 2018, o Executivo já havia declarado o local como utilidade pública.

A área será reformada e transformada num espaço que receberá ações e investimentos voltados ao programa Santa Clara Mais Saudável, além de futuros projetos sociais e culturais. Entre os propósitos está a implantação de um parque agroecológico no local visando ao beneficiamento dos alimentos orgânicos produzidos no município.

A proposta de compra é de R$ 450 mil, cujo valor foi aprovado pela proprietária Rosângela Ruschel e pela Comissão de Avaliação de Imóveis do município. A área tem mais de 2,1 hectares, onde estão localizados o prédio da antiga fumageira e outros imóveis.

Presidente do Rotary usou o espaço da tribuna para divulgar ações da entidade

Gilmar Hermes (PTB) enalteceu a aquisição da área. Segundo ele, essa é a melhor compra que o governo fez até o momento. “Fico muito feliz com o projeto aprovado. Trata-se de um espaço enorme que poderá ser utilizado para várias finalidades. Além disso, está muito bem situado, com asfalto até em frente ao prédio”, frisou.

Hermes salientou que um dos objetivos é transformar parte da área num espaço para a instalação de agroindústrias. Destacou, ainda, a possibilidade do local ser utilizado para diversos outros fins, como museu e casa de cultura. “O prefeito e toda a equipe estão de parabéns por preservarem e valorizarem a cultura e a história do nosso município. Trata-se de um valor baixo levando em conta o tamanho que a estrutura tem”, observou.

Helena Herrmann (MDB) também ressaltou o projeto. “Fico muito feliz pela aquisição dessa área histórica. É uma valorização do nosso interior, estimulando a permanência das pessoas na zona rural. A compra vai ser importante para todos”, disse.

A vereadora também enalteceu a aprovação da matéria que permite o governo municipal abrir um crédito especial de R$ 100 mil que será utilizado para investimentos na educação. A quantia provém do retorno do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), que desde 2018 tem gerado resultados financeiros positivos ao município. “Quanto mais alunos o município possui, maior será o repasse do Fundeb”, comentou.

 

Rotary Club de Santa Clara do Sul

Na sessão da semana passada, 8 de maio, o presidente do Rotary Club de Santa Clara do Sul, Cristiano Monteiro, usou o espaço da tribuna para divulgar ações da entidade, que neste mês expõe os seus trabalhos no Legislativo. A ação faz parte do projeto Comunidade na Câmara.

Monteiro informou que o Rotary local foi fundado em dezembro de 2015 e hoje possui 14 integrantes, que trabalham de maneira voluntária em prol da comunidade. “Embora seja pequeno, o nosso grupo é muito qualificado e comprometido, sendo composto por pessoas de diferentes áreas e profissões”, salientou.

Entre os trabalhos desenvolvidos está o brechó, que ocorre toda quinta-feira, das 10h às 15h30min, na sala onde funcionava o setor de modelagem da antiga Calçados Andreza. “Vendemos roupas, acessórios e outros materiais oriundos de doações por valores irrisórios. E o dinheiro arrecadado é revertido em benefício à população”, frisou.

Segundo o presidente, o Rotary fez uma parceria com a Escola Municipal Sereno Afonso Heisler no mês passado para que os pais e alunos fizessem doações. Da quantia arrecadada com a venda dos produtos, 80% será revertido ao colégio, somando em torno de R$ 1,3 mil. Em maio a atividade será desenvolvida com outra escola.

Outro destaque é a criação de um banco ortopédico, que conta com diversos materiais, como camas hospitalares, cadeira de rodas, cadeira de banho e muletas. “Conforme as nossas arrecadações, a gente vai comprando materiais e emprestamos para quem necessita. Tem uma carência de 30 dias em que a gente não cobra nada. Depois, o valor é de um real por dia”, esclareceu.

Monteiro também mencionou a realização de palestras sobre drogas e sexualidade, como a que ocorreu na Escola Estadual, nas quais são recolhidos alimentos e materiais a serem doados a famílias carentes ou instituições do município. Outra ação é o Natal Solidário. “A gente arrecada dinheiro, compra brinquedos e faz doações. É um trabalho voluntário muito gratificante”.

O baile anual do Rotary também é uma importante forma de arrecadação da entidade. Neste ano, o evento ocorrerá no dia 8 de junho, no Salão Paroquial, com início às 20h. Os cartões já podem ser comprados com os integrantes do Rotary.

Presidente da Câmara, Helena Herrrmann agradeceu a presença da entidade. Também parabenizou os integrantes pelo trabalho realizado. “Eu atuo em duas entidades sociais, a Liga de Combate ao Câncer e o Consepro, e sei como é difícil trazer retorno e resultados às pessoas”, salientou. Segundo ela, a liga já foi beneficiada e agora o Consepro também receberá um auxílio do Rotary.

 

Foto Rafael Simonis/Arquivo
Assessoria de Imprensa de Santa Clara do Sul