Santa Cruz do Sul Saúde RS RSS

Município vai fornecer Certificado Internacional de Vacinação contra a Febre Amarela

Desde o ano passado a vacina passou a ser dose única (Foto: Reprodução/Google)
Desde o ano passado a vacina passou a ser dose única (Foto: Reprodução/Google)

A partir de hoje, o município de Santa Cruz do Sul passará a fornecer o Certificado Internacional da Vacinação contra a Febre Amarela (CIV) para viajantes internacionais. Até então para conseguir o documento as pessoas precisavam ir a Porto Alegre fazer o encaminhamento.

Para obtenção do documento, o interessado deve primeiro fazer o cadastro no endereço eletrônico www.anvisa.gov.br/viajante e depois se dirigir ao prédio da Vigilância e Ações em Saúde, na rua Senador Pinheiro Machado, 358, no setor de Imunizações. É necessário levar consigo a passagem com destino ao exterior, documento de identidade ou passaporte e cartão de vacinação onde conste o registro da vacina contra a febre amarela.

O fornecimento do CIV será somente para pessoas residentes em Santa Cruz do Sul e o atendimento será nas terças-feiras, das 8h às 11h45min.

Dose única

Desde 2017, por orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS), a vacina contra a febre amarela passou a ser dose única, ou seja, uma vez feita a vacina, vale para toda a vida. Diante desta alteração, torna-se de fundamental importância o cuidado com o cartão de vacinação, que é um documento e deve ser preservado. Caso seja necessária uma segunda via, o paciente/usuário deverá se dirigir ao posto de saúde mais próximo de sua residência e fazer a solicitação.

Segundo a secretária municipal de Saúde, Renice Vaccari, em Santa Cruz do Sul uma pequena parte da população ainda não foi vacinada contra a febre amarela. Ela lembra que em 2009, quando foram registrados óbitos de bugios em virtude da doença, grande parte da população foi imunizada. Esses não precisarão repetir a dose. Para quem não se vacinou à época basta conferir na listagem abaixo os dias e horários onde a vacina estará sendo aplicada em cada unidade de saúde.

Texto: Ascom Santa Cruz do Sul