Economia Vale do Taquari Destaques

Municípios da Amvat atingidos pela enchente recebem mais de R$ 27 milhões do Ministério da Saúde

Nos dias 21 e 22 de julho, comitiva de prefeitos da região esteve em Brasília e teve audiência com equipe do Ministério da Saúde/Divulgação

Valores devem custear despesas com medicação, testes rápidos, internações, entre outras

Os 11 municípios da Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat) que foram mais atingidos pela enchente do início do mês de julho, receberam o valor integral da Portaria 1666/20 do Ministério da Saúde – Custeio Covid-19. No total, foram liberados mais de 27 milhões para as 11 cidades da região, além de Santa Teresa, cidade que pertence à Associação dos Municípios da Encosta Superior Nordeste (Amesne), mas também sofreu grandes prejuízos com a inundação. A liberação foi intermediada pelo gabinete do senador Luiz Carlos Heinze.

Conforme o presidente da Amvat e prefeito de Imigrante, Celso Kaplan, os valores foram liberados por etapas. Na sexta-feira (21.08) foram pagos os recursos que ainda faltavam para completar o recurso para Lajeado, Estrela e Encantado. Lajeado foi o município que recebeu a maior parcela, com um total de R$ 15.542.227,00. “Esta é uma ajuda muito importante, pois já enfrentávamos a questão da pandemia e ainda fomos atingidos por uma das piores enchentes da história da nossa região”, observa Kaplan.

No dia 8 de julho, a cheia do rio Taquari superou o nível histórico de 27,39 metros e deixou mais de 6,5 mil famílias desabrigadas na região, principalmente em 11 municípios mais atingidos, provocando a necessidade inevitável de aglomeração em abrigos públicos, além da exposição ao frio. A busca de recursos se deu para custear despesas como para aquisição de suprimentos, insumos e produtos hospitalares, medicação, testes rápidos, equipamentos de proteção individual e internações clínicas, já que, especialmente as aglomerações em abrigos, poderiam facilitar a proliferação de doenças respiratórias e a contaminação do novo coronavírus (Covid-19).

Nos dias 21 e 22 de julho, uma comitiva de 10 prefeitos da região, além de representantes da cidade de Santa Teresa, estiveram em Brasília buscando recursos para o enfrentamento da pandemia e para os prejuízos provocados pela enchente. Os chefes do Executivo tiveram reuniões com ministros e agendas em diversos gabinetes, acompanhados por assessores do senador Luiz Carlos Heinze.

 

Valores recebidos pelos municípios:
ARROIO DO MEIO – R$ 1.274.333,00
BOM RETIRO DO SUL – R$ 355.052,00
COLINAS – R$ 151.373,00
CRUZEIRO DO SUL – R$ 823.720,00
ENCANTADO – R$ 2.617.055,00
ESTRELA – R$ 3.691.188,00
IMIGRANTE – R$ 197.443,00
LAJEADO – R$ 15.542.227,00
MUÇUM – R$ 599.514,00
ROCA SALES – R$ 280.204,00
SANTA TEREZA – R$ 120.391,00
TAQUARI – R$ 1.475.711,00

TOTAL – R$ 27.128.211,00