tempo Vale do Taquari Destaques

Municípios da Amvat buscam recursos para amenizar efeitos da enchente

Celso Kaplan, Tiago Zanotelli e Renato Gemelli Bonadiman

Depois de enfrentar a pior enchente dos últimos 64 anos, os municípios da região buscam apoio para recuperar os estragos causados pela cheia do Rio Taquari, que alcançou o nível histórico de 27,39 metros nesta semana. A Associação dos Municípios do Vale do  Taquari (Amvat) promoveu um encontro, em Lajeado, que reuniu prefeitos, vice-prefeitos, secretários e assessores. A reunião, conduzida pelo presidente da Amvat e prefeito de Imigrante, Celso Kaplan, também contou com a presença de Tiago Zanotelli e Renato Gemelli Bonadiman, assessores do senador Luis Carlos Heinze.

No encontro ficou definido que até a próxima terça-feira (14.07) as prefeituras devem preencher o protocolo da Secretaria Nacional de Defesa Civil, ligada ao Ministério do Desenvolvimento Regional, informando os prejuízos com a enchente. “A Secretaria se prontificou a agilizar o processo de reconhecimento da situação de emergência dos municípios do Vale. Isso leva em torno de um a dois meses, mas o próprio senador Heinze falou com o ministro Rogério Marinho (do Desenvolvimento Regional), pedindo agilidade porque existem pessoas desabrigadas. São danos que precisam ter uma resposta imediata. Queremos ver se, em uma semana, podemos ter reconhecida a situação de emergência”, observou Bonadiman.

O presidente da Amvat reforçou a necessidade de todas as cidades reunirem as informações até a terça-feira para que os protocolos sejam encaminhados. “Queremos adiantar este encaminhamento para conseguir recursos tão importantes para nossa região, principalmente para buscar uma vida melhor para as famílias atingidas”, destacou Kaplan. Também participaram da reunião representantes da Emater/RS e da Câmara da Indústria, Comércio e Serviços do Vale do Taquari do Vale do Taquari (CIC-VT).

 

 

Assessoria de Imprensa
Plural Comunicação Integrada