Segurança Cidade Aedes Aegypti Destaques Estrela

Mutirão contra a Dengue realiza ampla limpeza em bairro de Estrela

Ação recolheu 12 cargas de materiais diversos no Bairro Moinhos, o com maior incidência de larvas do mosquito e casos da doença

Visitas a lares. Orientações a moradores. Limpeza de pátios de casas, ruas e terrenos baldios entre outras ações. Esse foi o resumo do ‘Mutirão de Limpeza contra a Dengue’, realizado no Bairro Moinhos, em Estrela. A iniciativa foi considerada um sucesso e irá nortear as futuras ações do projeto. Ao todo foram 12 cargas de materiais diversos recolhidos no local, sendo uma inteira de pneus velhos, que quando abandonados em ruas e terrenos é um dos mais propensos a acumular água e assim proporcionar o surgimento das larvas do mosquito transmissor Aedes aegypti.

Foram outras quatro cargas de móveis velhos e diversos produtos, muitos dos quais os moradores não sabiam que destino dar, além de mais sete de entulhos, restos de construção, plásticos, vidros e lixo verde. A quantidade surpreendeu e não foi possível fazer todo bairro. Uma nova data deve ser marcada para completá-lo e já são programadas ações similares em outros bairros.

O mutirão foi uma iniciativa conjunta das secretarias municipais da Saúde; da Infraestrutura Urbana e da Agricultura, com apoio de setores como a Defesa Civil e o Departamento do Meio Ambiente. Os secretários Celso Kaplan e Edson Diehl acompanharam todo o trabalho e não foram poucas as vezes que, assim como o vice-prefeito João Schäfer, colaboraram com a limpeza. O prefeito Elmar Schneider, depois de participar do ‘Dia D do Descarte’, realizado no Centro, foi prestigiar o trabalho das equipes no Moinhos. Também caminhou por algumas ruas, onde conversou com moradores e anotou demandas. Materiais especiais recolhidos no bairro, como lâmpadas velhas, que não devem ser destinados à coleta comum do lixo, foram inclusive levados para o correto destino na outra ação realizada simultaneamente no Centro.

O Bairro Moinhos foi o escolhido por ser o que mais registra casos de pessoas contaminadas pelo vírus, e local onde, inicialmente, mais foram encontrados focos com larvas do mosquito em visitas prévias da Vigilância Ambiental e Epidemiológica da Secretaria Municipal da Saúde. Cerca de 70% dos casos confirmados são de moradores locais. No bairro já estavam concentradas ações das equipes de agentes de endemias, agentes comunitários de Saúde e fiscais de saúde do município, que têm realizado visitas diárias a residências próximas aos lares dos cidadãos estrelenses contaminados com a doença, também suspeitos, e das áreas onde foram encontradas larvas do mosquito transmissor Aedes aegypti.

De acordo a Vigilância Ambiental da Saúde, já foram encontradas em 2021 larvas do mosquito em diversos bairros e localidades do município. Entre 113 suspeitos com sintomas até o momento, Estrela conta com 88 casos confirmados; 16 negativos; e 9 aguardando os resultados dos exames coletados pela rede municipal de atendimento e a rede particular. Mais informações pelos telefones 3981-1136 / 3981-1042.