Alerta Vale do Taquari Destaques

Na Acil, professor destaca importância da constância, fluxo e liderança para consolidar a inovação

Jorge Audy, superintendente de Inovação e Desenvolvimento da PUCRS e do Tecnopuc, participou de reunião-almoço realizada pela Acil e Pro_Move Lajeado nesta quinta-feira (28). Ele salientou que o ambiente de inovação precisa de tempo e constância para se consolidar.

“Reunimos aqui hoje, representantes de todas as hélices responsáveis por dar andamento nos processos de inovação local. Esses atores precisa trabalhar com perseverança, de forma contínua, garantindo aporte de energia e investimento. Só assim, com fluidez e continuidade o ambiente de inovação vai se consolidar, num espaço de tempo longo, de 15 a 20 anos.” A análise é do superintendente de Inovação e Desenvolvimento da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e do Parque Científico e Tecnológico da PUCRS (Tecnopuc), Jorge Audy, ao falar sobre a importância da união da quádrupla hélice em reunião-almoço realizada nesta quinta-feira (19) pela Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil) e Pro_Move Lajeado.

Durante sua fala, o palestrante destacou a importância do trabalho contínuo a ser realizado para tornar viáveis os processos de inovação nas regiões. “Podemos usar, como exemplo, Porto Alegre que teve troca de governo na gestão municipal e o Pacto Alegre, programa de inovação local, não parou; teve continuidade, seguiu o fluxo de trabalho sem interferências”, comentou.

Segundo Audy, o fluxo nos processos de inovação vem a ser mais importante do que os recursos financeiros. “A área da inovação tem que passar por governos, reitores, lideranças em geral. A inovação precisa de tempo e constância. Seguindo todos esses passos, é preciso fluxo mínimo de 15 a 20 anos sem interferências”, afirmou.

Fatores de sucesso

De acordo com Audy, diante de toda a transformação que o mundo está passando, o papel das lideranças nunca foi tão importante. “Para sermos protagonistas do futuro que queremos chegar, existem três fatores: precisamos de pessoas; de uma visão de futuro e, acima de tudo, liderança. Precisamos de liderança em cada uma das quatro hélices: liderança política, empresarial, acadêmica e liderança da sociedade civil”, destacou.

Para o palestrante, a atuação síncrona e constante dos grupos permite que a comunidade seja protagonista do futuro. “Sem protagonismo, vamos ser surpreendidos pelo que nos espera. Precisamos de pessoas que pensem. Qual a Lajeado que queremos para 2030? Para 2050? e de pessoas que vão conduzir o caminho para chegarmos até lá”, pontuou.

Inovação

Para o palestrante, todo o processo de inovação apresenta crescimento exponencial. Para ele, o desafio do Pro_Move é transformar Lajeado em uma sociedade de inovação, pois cada vez mais os processos inovadores mostram-se indispensáveis para todos os negócios. “Na PUCRS, passamos os últimos 20 anos pensando na viabilidade de ministrar aulas virtuais. Com a chegada da pandemia, em cerca de uma semana os professores de praticamente todos os cursos já estavam ministrando aulas de forma remota”, exemplificou.

Segundo o palestrante, as pessoas precisam perceber e valorizar a educação. “Precisamos entender o poder da educação para o desenvolvimento econômico e social do país. O que nós precisamos é importar inteligência e não exportá-las”, ressaltou.

Para Audy, muitas empresas já podem ser extremamente inovadoras, mas elas precisam de conhecimento e coragem para seguir em frente. “O inovador não é aquele que têm várias ideias e não executa nenhuma. O inovador, na verdade, é aquele que vai e faz acontecer,” completou.

Desenvolvimento de Lajeado

Em sua fala de abertura, o presidente da Acil, Cristian Rota Bergesch, falou sobre o desenvolvimento de Lajeado. “Há cerca de dois anos, a comunidade organizada de nosso município criou o Pro_Move, conectando o poder público a universidade, as empresas e a própria comunidade.  Essas forças vivas, através desse programa, objetivam ampliar o conhecimento da comunidade a fim de impulsionar o desenvolvimento econômico, de inovação e tecnologia e, por extensão, o desenvolvimento social”.

Falou também sobre a importância do trabalho a ser desempenhado pela Agência de Inovação e Desenvolvimento Local (Agil), fundada na última semana. “A Agil tem a estratégica e valiosa missão de implementar, de forma prática e diferenciada, o conhecimento da inovação em nossas empresas”, destacou.

Crie Smart Cities

Ao final do evento que antecede a programação do Crie Smart Cities da Univates, Audy, acompanhado de Bergesch e do prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo, responderam às perguntas dos participantes.

O Crie Smart Cities ocorre de segunda à sexta-feira da próxima semana (23 a 27 de agosto) na Univates. O evento, híbrido, coloca a comunidade acadêmica no protagonismo desse ecossistema colaborativo como um espaço para dialogar sobre inventividade, coparticipação, arte, diversidade, inclusão e inovação.

Realização

As RA de 2021 da Acil têm o apoio de Bebidas Fruki, BiMachine, Black Contabilidade, BRDE, CBM Materiais Elétricos, Construtora Jachetti, Excellence Garçons, Invictos Ar Condicionados e Refrigeração, Olicenter, Poolseg Corretora de Seguros, Sicredi Integração RS/MG e Tecnosom.