Região RSS Geral

Naninhas do Bem conhecem sala apadrinhada pela Dália no ICI

Naninha do Bem e Leite Dália: parceria do bem  (Foto: Divulgação)
Naninha do Bem e Leite Dália: parceria do bem (Foto: Divulgação)

Voluntárias do grupo Naninhas do Bem, de Soledade, estiveram visitando a nova sede do Instituto do Câncer Infantil (ICI), em Porto Alegre, recentemente. As participantes realizaram a doação de 50 naninhas – bonecos confeccionados de pano – às crianças atendidas pelo Instituto.

Além da doação, as voluntárias conheceram a sala de acolhimento à família do ICI, que foi apadrinhada pela Dália Alimentos através do Projeto Criança Dália. Segundo a coordenadora do Naninhas do Bem, Carmem Lúcia Bonez, o grupo ficou impressionado com a sala e, principalmente, com o gesto da Dália em contribuir com a entidade que se dedica ao tratamento de crianças com câncer.

Carmem conta que é consumidora do leite Dália há bastante tempo e que, a partir de agora, indicará o leite também a conhecidos pelo cunho social e colaborativo que o produto tem. “Que bela iniciativa da Dália. Ficamos surpresos em ver que a sala foi montada com recursos desta empresa. Já apreciava e consumia o leite Dália, agora aprecio ainda mais”, elogia.

No ano de 2015 o Projeto Criança Dália doou R$ 200 mil ao Instituto do Câncer Infantil. Parte deste valor foi investido na sala de acolhimento que recebe as famílias. Outra parte está sendo utilizada em pesquisas na área. Toda linha de leite Dália, além do achocolatado Dália KIDS, possui o Selo da Coragem, com o mascote Leão do ICI. A cada litro vendido parte do valor é revertida ao Instituto.

O grupo Naninhas do Bem é constituído por 13 voluntárias que se reúnem toda quarta-feira para confeccionar os bonecos de pano que servem também como travesseiro. Desde a sua fundação, já foram confeccionadas aproximadamente 300 naninhas, que estão sendo doadas a entidades como Apae’s e hospitais. “Ganhamos o tecido de costureiras, de amigas, compramos outra parte e negociamos a compra da fibra de silicone para preencher os bonecos. Tudo é feito com muito amor e com o sentimento de solidariedade e colaboração voltado para o bem”, frisa Carmen.

Texto: Ascom Dália Alimentos