Educação RSS Teutônia

No Colégio Teutônia, a tecnologia é uma grande aliada na formação de uma nova geração leitora

A plataforma e sua biblioteca digital podem ser acessadas em computadores, notebooks e tablets conectados à Internet. Conectividade, mobilidade e acessibilidade na palma da mão
(Leandro Augusto Hamester)

“É uma forma legal e fácil de aprender, uma leitura rápida e não cansativa, de vários tipos de assuntos, aumentando muito o nosso conhecimento. Também estimula uma competição sadia entre os colegas. Mudou minha intensidade de leituras”. Essa sinceridade de palavras é do jovem estudante Enzo Arendt Abrahão (7), do 2º ano B do Colégio Teutônia.

Ele se refere ao Elefante Letrado, uma verdadeira biblioteca digital na palma da mão disponibilizada pelo educandário. A tecnologia oferece centenas de livros digitais em português e inglês aos estudantes e professores, acessados por meio de diferentes equipamentos, como tablets, celulares e computadores. São obras de diferentes autores, gêneros e temáticas, que possuem interações, locuções para os Anos Iniciais e também podem ser gravadas.

A plataforma Elefante Letrado trabalha com títulos de diferentes complexidades e gêneros textuais, dispostos em cinco diferentes níveis de proficiência, com os usuários tendo toda a autonomia para avançar na leitura, no seu ritmo, integrando a tecnologia à aprendizagem.

O jovem Enzo, por exemplo, leu 262 livros desde que a plataforma lhe foi apresentada, em 2017. “Antes eu lia poucos livros, somente os de interesse daquele momento. O Elefante Letrado permitiu acesso fácil a muitos livros e sem custos. Minha preferência é por curiosidades, sempre são os primeiros livros que acesso”, diverte-se, acrescentando que não possui uma rotina de leitura definida. “Leio para aproveitar meu tempo livre.”

Entre as obras que leu no último ano, Enzo lembra com carinho do “Menino maluquinho” e outras obras de Ziraldo; “A ponte”, “Castelo de areia”, “Piolha na Rapunzel”, “Uma partida de A a Z”, “O menino e o pardal”, “Trava línguas”, “O sofá engoliu as crianças”, “Os três porquinhos”, entre muitos outros. “Enfim, foram 262 livros no total”, reafirma, destacando que costuma utilizar o notebook para as leituras no Elefante Letrado.

Criando uma família leitora

Toda família de Enzo foi contagiada pelo hábito da leitura. “O aplicativo ‘gosto pela leitura’ fez download na nossa casa. O hábito da leitura criado pelo Enzo estimulou a irmã Sophia (10), como também os pais”, comenta o pai, Francisco de Souza Abrahão.

Os pais elogiam a iniciativa do Colégio Teutônia em trabalhar com a plataforma digital. “Com certeza a tecnologia contribui para desenvolver o gosto pela leitura. O Elefante Letrado, por exemplo, permite acesso rápido e gratuito a uma quantidade enorme de livros. Os níveis vão evoluindo de acordo com a evolução da própria criança. É uma ideia espetacular. Fico pensando como minha infância teria sido diferente se tivesse acesso a mecanismo semelhante. Enciclopédias como ‘A Barsa’ assustavam pelo tamanho e não se tornavam atrativas”, acrescenta Abrahão.

Antes do estímulo do Colégio Teutônia e do Elefante Letrado, os pais comentam que a forma escolhida para incentivar a leitura eram as revistas em quadrinhos. “A evolução na escrita e, principalmente, no vocabulário, é percebida diariamente”, acrescenta Abrahão. “Não há como mensurar a importância da leitura para a formação do cidadão e do estudante Enzo. O cidadão é forjado pela educação, pelo conhecimento, e a leitura contínua certamente ajudará o Enzo a se tornar uma pessoa mais culta e melhor”, conclui Abrahão.

A tecnologia como aliada na revitalização do fazer pedagógico

O Colégio Teutônia integra grupo de escolas que participam de uma inovadora iniciativa de letramento de crianças em ambiente digital. O educandário oportuniza a cada um dos seus estudantes do Ensino Fundamental I (1º ao 4º Ano) e do 5º Ano do Ensino Fundamental II, login e senha para acessar centenas de livros de literatura infantil disponibilizados na plataforma do Elefante Letrado.

A ferramenta foi lançada em 2015, e sua biblioteca digital e interativa é direcionada a crianças e jovens. O Colégio Teutônia passou a utilizar essa tecnologia em agosto de 2017. Desde então, cerca de 200 estudantes utilizam a plataforma. “Em apenas dois meses, as turmas o 1º ao 5º Ano leram 11.280 livros, volume que praticamente duplicou até o final do último ano letivo. É emocionante ver o crescimento dos estudantes no desenvolvimento da habilidade da leitura e no estímulo à compreensão leitora. Incluímos leituras da plataforma no projeto das leituras obrigatórias de cada série para 2018. Esta parceria está sendo muito importante para a revitalização do nosso fazer pedagógico”, destaca a coordenadora geral do Colégio Teutônia, professora Andrea Wallauer, acrescentando que “a linguagem digital é a linguagem da nova geração”.

Conforme dados fornecidos pela equipe do Elefante Letrado, o Colégio Teutônia está entre as instituições que mais leu livros num curto espaço de tempo, considerando que a plataforma está em uso em 27 escolas e atinge mais de 3,5 mil estudantes, algumas inclusive de fora do país, como na Holanda e nos Estados Unidos. “Vamos continuar investindo nesse projeto, pois entendemos que a leitura é uma das oportunidades mais democráticas e acessíveis de desenvolvimento pessoal, além de favorecer e contribuir para o aprimoramento da produção escrita”, justifica Andrea.

Projeto Aluno Leitor e aprimoramento da Língua Inglesa

O Colégio Teutônia tradicionalmente já desenvolve o projeto Aluno Leitor, por meio do qual os professores realizam seminários de leitura e fichas de leitura em sala de aula. Com o apoio do Elefante Letrado, é mais uma estratégia que contribui para instigar a leitura de diferentes gêneros literários. Inclusive, muitos livros dessa plataforma já fazem parte das leituras desenvolvidas e trabalhadas em sala de aula.

Segundo Andrea, a partir deste ano letivo os estudantes também terão acesso a livros em Língua Inglesa. “No projeto Aluno Leitor já estão contempladas obras literárias na Língua Inglesa e, hoje, os estudantes poderão acessar essas obras físicas e na biblioteca digital. A Língua Inglesa não é apenas um diferencial que a escola pode oferecer, mas é essencial que os estudantes desenvolvam a fluência em outra língua além da materna”, enaltece a coordenadora.

 “Não somos concorrentes dos livros físicos”

A idealizadora e CEO do Elefante Letrado, Mônica Timm de Carvalho, ressalta que o projeto tem por objetivo ampliar a interação das crianças com o mundo letrado. “Não somos concorrentes dos livros físicos. Ajudamos a desenvolver o hábito pela leitura, o que potencializa, também, o interesse pelos livros em papel”, avalia.

A curadoria dos livros é feita por pedagogos e educadores, levando em consideração a faixa etária das crianças. Como detalhado no site do Elefante Letrado, ao acessar a plataforma, o exercício da leitura vira um grande jogo, com o estudante tendo a opção por escutar o livro, ler ou realizar uma das atividades pedagógicas, como jogo de perguntas, jogo da memória, múltipla escolha, entre outras. Completando 75% dos livros e atividades disponíveis, o jovem passa a ter acesso aos títulos do nível seguinte. Em média, cada “prateleira” possui 14 títulos.

Em recente contato com a coordenação e direção do Colégio Teutônia, Mônica elogia a dedicação dos estudantes do Colégio Teutônia. “Estamos realmente muito impressionados com os resultados obtidos pelos alunos do Colégio Teutônia. Além das altas médias de leitura obtidas, há ainda aqueles que se destacam por atingirem padrões ainda mais altos de excelência em se tratando da formação do hábito da leitura”, escreveu.

Mônica explica que alguns desses estudantes do Colégio Teutônia, inclusive, receberam o Certificado de Leitura do Elefante Letrado, que é conferido apenas para um universo entre 5% e 8% dos usuários da plataforma. “São crianças merecedoras de reconhecimento por se tornarem ávidas leitoras. O critério utilizado para essa certificação considera que sejam lidos pelo menos 30 livros de seu espectro de proficiência em um trimestre corrido, o que é uma marca realmente bastante alta”, explicou.

Nesse contexto, ela parabenizou estudantes, professores e gestores do Colégio Teutônia “que além de praticarem um qualificadíssimo trabalho com leitura, ainda têm no quadro discente de sua escola 48 leitores que superam em muito as expectativas encontradas no sistema educacional brasileiro”.

Texto: Ascom Colégio Teutônia