Região RSS Geral

Novas normas de fabricação de tijolos é tema de evento com ceramistas

Ceramistas da região buscam formas de se adaptar a novas normas do setor (Foto: Simone Rockenbach)
Ceramistas da região buscam formas de se adaptar a novas normas do setor (Foto: Simone Rockenbach)

Representantes de empresas de cerâmica do Vale do Taquari reuniram-se no dia 17 para acompanhar palestra voltada às novas normas técnicas de fabricação de tijolos. O engenheiro cerâmico Bruno Frasson e o consultor técnico Jeferson Lemke, ambos da Associação Nacional da Indústria Cerâmica (Anicer), apresentaram os programas Setorial da Qualidade, Cerâmica Sustentável é Mais Vida e o De Olho na Qualidade da Caixa Econômica Federal, os quais oferecem formas de adaptação às empresas.

Frasson orientou aos profissionais do setor a acompanhar com atenção as definições da Comissão de Estudo Especial de Cerâmica Vermelha (ABNT/CEE-179), a qual elabora normas que estabelecem aspectos específicos como classificação, procedimentos de coleta e armazenamento dos materiais. Também comentou sobre o Código de Práticas Caixa, que exige que os blocos empregados tenham produção industrial e sejam fabricados por empresa legalmente estabelecida, entre outros quesitos.

O encontro também teve a participação de profissionais da Caixa Econômica Federal, já que há dúvidas em relação ao uso de tijolos cerâmicos maciços na construção de casas financiadas pelo Programa Minha Casa Minha Vida. “São produtos consagrados, mas, em função das atuais normas de tijolos maciços estarem defasadas, a Caixa manteve de fora. Neste sentido, a CEE-179 está trabalhando para fazer uma atualização”, explicou Frasson. O objetivo é ajustar o projeto de norma “Tijolos cerâmicos maciços e perfurados para alvenaria estrutural – terminologia e requisitos” para publicá-lo o mais breve possível. Com isso atualizado também o banco terá subsídios e respaldo técnico para retificar o documento.

A atividade foi promovida pelo Sindicato da Construção Civil, Mobiliário, Marcenarias, Olarias e Cerâmicas para a Construção, Artefatos e Produtos de Cimento e Concreto Pré-Misturado do Vale do Taquari (Sinduscom-VT) em parceria com a Anicer e o Sindicato das Indústrias de Olaria e de Cerâmica para Construção no Estado do Rio Grande do Sul (Sindicer). Contou com a presença do presidente do Sinduscom-VT, Roberto Jachetti, do diretor Junior Compagnoni, além do presidente do Sindicer, Argileu de Souza Barboza.

Texto: Ascom Sinduscom – VT