Educação Estrela

Novos profissionais da Educação de Estrela recebem orientações diversas

Iniciativa das secretarias municipais da Educação e Administração abordou questões administrativas e profissionais

O plenário da Câmara de Vereadores de Estrela ficou tomado na noite da última quarta-feira (17). Na plateia, a presença de boa parte dos 120 novos profissionais da área de educação que recentemente assumiram postos de trabalho em escolas municipais após passarem no concurso público ou foram chamados através de contrato. Outros recentes educadores aproveitaram a oportunidade e também prestigiaram a iniciativa. Na pauta do encontro, promovido pelas secretarias municipais da Educação (Smed) e da Administração e Recursos Humanos (Seadrh) de Estrela, uma série de regras e informações úteis pessoais e profissionais no exercício das tarefas e também administrativas.

A primeira parte foi conduzida pela Seadrh, a cargo do secretário Jônatas dos Santos. Orientações quanto ao processo administrativo e organizacional da Prefeitura, dos direitos e deveres enquanto profissionais, como folha de pagamento, vales-alimentação, créditos consignados, triênios, atestados e outros processos foram explicados aos presentes pelos responsáveis destes setores na pasta. Segurança do Trabalho também foi tema, com explanação sobre os riscos mais comuns de acidentes e dicas de segurança em geral. “Devemos deixar claro as diversas ferramentas que estão à disposição destes profissionais, o que se torna ainda mais importante para aqueles que estão ingressando. E muitas questões precisam ser mais constantemente esclarecidas por não serem de uso constante por parte de todos”, justifica Santos.

segunda parte do encontro foi dedicada à Secretaria de Educação. Responsável por mais de 50% dos servidores do município, (mais de 640 profissionais para atender a 3,8 mil alunos; 2 mil no Ensino Fundamental e 1,8 mil na Educação Infantil), a pasta trouxe explanações sobre diversos temas. Também sobre a estrutura organizacional da secretaria, setores responsáveis e obrigações quanto às referidas funções dos profissionais presentes. “Só como um exemplo, hoje 85% das crianças de 0 a 6 de Estrela estão na escola, dado que passa por pouco dos 30% no Brasil. O servidor público não cuida de qualquer vida, e sim da de uma criança. Isso é uma premissa para que todas as decisões e atitudes que sejam tomadas com ela sejam positivas, e não negativas, pois uma ou outra nesta fase vai produzir um impacto nesta criança para o restante da sua vida”, destaca o secretário Marcelo Mallmann. Mais informações na Smed pelo 3981-1134.

Texto: Rodrigo Angeli

Prefeitura de Estrela