Artigos - Desenvolvimento Rural

O planejamento do desenvolvimento rural e os novos desafios – por Eduardo Mariotti Gonçalves

Eduardo (Foto: Divulgação)

O rural é historicamente conceituado como um espaço não urbano, onde se desenvolvem atividades agropecuárias vinculadas a terra, cultivos e criações. No entanto, há que se considerar que o rural é muito mais do que um espaço de produção agropecuário: é um lugar onde vivem pessoas, famílias, atores sociais que possuem uma estreita relação com a terra e com os recursos naturais, que são os responsáveis pela produção de alimentos.

A saída dos jovens rurais (êxodo rural), atraídos pelas oportunidades de moradia, trabalho e estudos nas cidades, tem aumentado a concentração de idosos no rural. E reconhecer esta questão, (por exemplo), é o primeiro passo para construção de planos de desenvolvimento rural, orientados para essa nova realidade.

O resultado desta, e de outras tantas mudanças, tem impacto direto no uso do espaço agrário. Com menor disponibilidade de mão de obra, as propriedades optam por atividades menos intensivas (florestamento, lavouras mecanizáveis), e a aposentadoria rural passa a ter uma participação importante na renda do estabelecimento agropecuário.

Assim como a cidade apresenta um plano diretor, o rural também requer um plano de desenvolvimento. Um planejamento de desenvolvimento rural deve prever estratégias e ações estruturantes, que estimulem renda e qualidade de vida da população residente e incentivem a sucessão dos estabelecimentos rurais – nos casos em que os jovens decidirem por ficar. Para que este plano tenha êxito, é essencial que os atores envolvidos: as famílias rurais, participem dessa construção, e suas demandas sejam consideradas.

Um plano consolidado, além de, fazer um diagnóstico dos problemas e das potencialidades locais, deve ter objetivos claros e definir prioridades. Para que deste modo, se garanta a execução, a participação e a avaliação das ações planejadas.

Um olhar sobre o “novo” rural deve preconizar uma visão para além da produção agropecuária: este deve reconhecer que as famílias que lá vivem realizam uma função de interesse social, uma nobre tarefa que é a produção de alimentos.

Referências

ABRAMOVAY, Ricardo. Conselhos além dos limites. Estudos avançados, São Paulo, v. 15, n. 43, p. 121-140, 2001.
Cazella A. A., Bonnal, P. Maluf, R. S. (Org). Agricultura familiar: multifuncionalidade e desenvolvimento territorial no Brasil. – Rio de Janeiro: Mauad, 2009.
EMATER/RS. Cartilha sobre PMDR.

Eduardo Mariotti Gonçalves: Engenheiro Agrônomo, Emater RS.