Artigos - Desenvolvimento Rural

O uso da erva-mate e seus benefícios – por Damiani Gabiatti Biasibetti

Damiani (Foto: Divulgação)

A tradição, acima de tudo, leva aos gaúchos, quase por obrigação, conhecer a erva-mate, famoso ingrediente na preparação e consumo do chimarrão. Nos últimos anos, a ciência e tecnologia, através de estudos e testes clínicos, comprovaram que são inúmeros os benefícios trazidos ao consumi-la. Entre eles são:

• Valor Nutricional: A erva-mate contém vários nutrientes que ajudam na manutenção da boa saúde. É uma boa fonte de polifenóis, xantinas, cafeoil e saponinas. Além disso, possui minerais que contém Zinco, Crómio, Potássio, Cobre, Alumínio, Ferro, Manganês e Níquel. A erva-mate, também, contém vitaminas que incluem a vitamina C, B1 e B2;
• Possui propriedades antioxidantes: muitos fitoquímicos diferentes que auxilia na prevenção do envelhecimento;
• Previne doenças do coração de restrição de fluxo sanguíneo;
• Ajuda a prevenir a quebra de glóbulos vermelhos encontrados no sangue;
• Ajuda a prevenir o Stress Oxidativo associado com o desenvolvimento de doenças: diabetes, doença de Alzheimer, Parkinson, Síndrome Metabólica;
• Possui ação digestiva e diurética;
• Diminui o LDL (colesterol ruim) e aumenta o HDL (colesterol bom).

Mas não é somente no chimarrão que esta planta é consumida. O mercado vem, cada vez mais, investindo em produtos inovadores a base de erva-mate, contribuindo para que sua alta gama de benefícios seja utilizada em prol da saudabilidade e prevenção do desenvolvimento de patologias.

Por sua composição química complexa em razão da presença de compostos orgânicos bioativos e de outros extratos da planta, são promissoras as perspectivas de sua utilização em novas áreas como a elaboração de extratos, concentrados, fonte de produtos farmacêuticos para a fitoterapia, cosméticos, variados alimentos e bebidas.

É fato que há uma grande necessidade pelos empreendedores destacar-se no mercado competitivo e, dessa forma, leva-los a pensar em produtos diferenciados. Sendo assim, se junta o útil ao agradável ao usar a erva-mate. Entenda: de um lado (consumidor) todos os benefícios da planta, questões culturais, tradicionalismo; do outro (investidor) um produto diferenciado, inovador, incentivo da economia da cadeia e “de quebra”, promoverá o desenvolvimento do setor.

Dito isso, finalizo induzindo você leitor, a consumir e estimular todos ao seu redor a consumir erva-mate e os produtos que a possuem em sua composição, dessa forma, além de estar adquirindo todos os benefícios providos deste ingrediente, auxiliará no desenvolvimento de novas ações e para o fortalecimento econômico e social dos produtores e do setor.

Damiani Gabiatti Biasibetti – Coordenadora Executiva | Programa Erva-Mate Uma Cultura Aberta.