Encantado RSS Obras Destaques

Obra da Rótula do Peteba sofre novo atraso

Obra deve ser concluída em setembro (Foto: Álvaro Andrade)
Obra deve ser concluída em setembro (Foto: Álvaro Andrade)

Em função do clima e de obras complementares, a conclusão da obra na rótula do Peteba, no entroncamento entre ERS-129 e ERS-332, sofrerá novo atraso e deverá ser inaugurada somente no final de setembro.

O novo prazo no cronograma se deve a uma série de interferências constatadas no decorrer da execução da obra. “Tem-se as redes de drenagem pluvial, redes de esgoto sanitário e redes de água potável, que sem cadastro necessitaram de realocação para a nova situação da rodovia. Outro item com necessidade de remanejamento que pode ser citado é a realocação da rede elétrica, sob responsabilidade de empresa contratada pela Prefeitura Municipal de Encantado, que teve início somente em meados de abril e encontra-se ainda em execução. Ainda deve-se levar em conta o somatório de 141 dias de chuva, em que a obra tem carácter impraticável, representando 58% do total de dias corridos desde o início dos trabalhos”, explica a engenheira da EGR, Silvia Ximeno.

A previsão inicial era de que a obra ficasse pronta em março de 2016, mas em virtude de uma ação judicial, o prazo foi alterado para a metade deste ano e agora, se as condições climáticas estiverem favoráveis, a conclusão deverá ser no final do mês de setembro.

No momento encontra-se na fase de pavimentação. Esta fase divide-se em três outras: sub-base, base e revestimento com os seus respectivos tratamentos. Somente após estas etapas serão abertas as laterais da interseção, para dar continuidade aos trabalhos necessários no centro desta área.

No final de setembro de 2015, a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) iniciou o projeto de reformulação do trevo do Posto Peteba. A obra consiste na construção de uma rótula, de uma rua lateral que dá acesso ao bairro Santa Clara, na altura do Km 70,3 da ERS-129 e a ampliação do acostamento do acesso secundário junto à goleirinha. O custo estimado é de R$ 2.350.000,00 viabilizados com recursos da praça de pedágio de Encantado.

Conforme o diretor técnico da EGR, Milton Cypel, o primeiro atraso ocorreu por causa de uma ação judicial. “A obra ficou parada por um tempo em virtude de uma ação que um proprietário moveu na justiça, mas foi solucionado. O aumento significativo de carros que transitam pela ERS 129 e os acidentes que aconteceram, inclusive com óbito, motivaram a comunidade regional e as autoridades a pleitear a obra. A construção permite maior fluidez de veículos e segurança para os pedestres”.

O frentista Givanildo Vicinguerra trabalha no Posto Chimarrão do Brasil desde 1999. Segundo ele, a reivindicação é antiga. “Quando comecei a trabalhar neste Posto, já tinha gente medindo para fazer a rótula. Trabalho há 17 anos aqui e já vi muitos acidentes. O fluxo de carros e caminhões aumentou bastante e quando chove fica pior ainda, porque todo mundo vai trabalhar de carro. Creio que a obra irá resolver este problema”. Entretanto, enquanto o trecho não for concluído, o acesso até o Posto está prejudicado. “Tínhamos dois acessos e agora estamos sem nenhum. Baixou muito o movimento aqui no Posto. Os caminhões não tem mais espaço para manobrar e muitos já não abastecem mais aqui. Quando acabar a obra vai ficar bom”, explica Vicinguerra.

Mas, no Posto de Combustível ao lado, a obra está sendo vista com pessimismo. “Ao meio-dia e às 18h tem muito movimento de pessoas que acessam a ERS 332 e ficam com dificuldades para entrar. A obra vai desafogar a ERS e vai ficar bonito, mas não vai solucionar, pois quem precisa entrar vai continuar parado. Acho que um semáforo seria mais viável”, desabafa o frentista Paulo Menezes, que trabalha há cinco anos no Posto Filtro Rodoil.

Saiba mais
A assinatura do edital para licitar as empresas que realizariam as obras foi realizada no dia 16 de julho de 2015 no Palácio Piratini. Após o processo licitatório, em 23 de setembro de 2015 foi assinado o contrato de prestação de serviços com a empresa vencedora. De forma direta, a obra vai beneficiar os moradores do local e de bairros vizinhos. Indiretamente beneficia toda a região, que é considerada uma das mais prosperas do Estado. A obra é um anseio da comunidade há vários anos, pois trará mais segurança para os moradores dos arredores e aos munícipes das cidades da Região Alta.

Texto: Portal Região dos Vales