Investimento Saúde Encantado

Obras da UTI do Hospital Santa Terezinha estão na reta final

UTI Encantado

Uma das principais bandeiras da comunidade de Encantado e demais municípios da região alta do Vale do Taquari, nos últimos anos, está próxima de se tornar realidade. A construção da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Beneficente Santa Terezinha (HBST) entrou na fase decisiva, com fase de acabamento no prédio de oito andares, erguido em anexo à casa de saúde. Serão dez leitos utilizados para prestar atendimentos de alta complexidade. Atualmente, a instituição comporta apenas procedimentos médios.

O diretor do HBST, Evandro Klein, destaca que atualmente os trabalhos se concentram nas divisórias de gesso que vão separar os leitos. Já foram comprados os equipamentos, a partir de diversas emendas parlamentares destinadas para este fim e da consulta popular 2017/2018, quando a comunidade contribuiu para a conquista de R$ 607 mil. Várias frentes estão sendo executadas ao mesmo tempo, o que inclui a colocação do piso, tubulação do ar-condicionado e finalização da parte elétrica. Por conta do coronavírus, o administrador comentou que algumas equipes não estão comparecendo e isso tem provocando certo atraso. No momento, há conversas com os trabalhadores para que seja encontrada uma solução para a retomada das atividades.

Klein relatou as dificuldades financeiras para aquisição de materiais. No ofício 024/2020, assinado por ele, consta que são necessários R$ 1 milhão para a conclusão da obra. Segundo o documento, a quantia será suficiente para finalizar os dez leitos e colocá-los em funcionamento em até 60 dias. “A implantação desse serviço é de extrema importância para nossa região e o Estado”, enfatizou. A ampliação da casa de saúde foi oficializada em 2014 e estava prevista para ficar pronta em 2019. No entanto, o HBST decidiu construir mais do que os quatro andares inicialmente projetados, o que contribuiu para o atraso.

Ocupação

De acordo com a assistente administrativa e que acompanhou todo o projeto ao lado do diretor Klein, Marilene Daltoé, apenas quatro andares serão utilizados inicialmente. Os demais estarão disponíveis para futuras necessidades. No térreo, vai funcionar a farmácia, o almoxarifado, além de salas administrativas. Logo acima, ficará a UTI, com os dez leitos, inclusive um de isolamento, e com 910 metros quadrados. Neste andar, ainda estarão localizadas salas de apoio e postos de enfermagem.

No pavimento superior, o bloco cirúrgico contará com seis salas específicas para as operações, salas de recuperação, administrativa, preparo e vestiários. Esses ambientes já funcionam no hospital, mas serão transferidos para o novo prédio quando houver a finalização. A nova estrutura vai comportar ainda o centro obstétrico e o Centro de Material Esterilizado (CME). No âmbito da ampliação, a lavanderia e a cozinha estão passando igualmente pelas reformas, mas em espaços separados.

“É uma obra que vai marcar para sempre a saúde de Encantado e de todos os municípios atendidos pelo Hospital Beneficente Santa Terezinha. É a concretização de um sonho regional, de uma luta que envolveu diferentes setores da comunidade, que igualmente serão beneficiados com a inauguração da UTI”, afirma Marilene.

Assim que o prédio estiver totalmente concluído e os equipamentos devidamente instalados, o passo seguinte será a habilitação da UTI junto a 16ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), em Lajeado, e ao Ministério da Saúde. Em janeiro, o próprio diretor já havia antecipado o tema e a necessidade do apoio das autoridades locais para que a autorização ocorra o mais breve possível. Vencida esta etapa, a estrutura finalmente poderá ser oficialmente inaugurada.

 

Doações

O HBST está solicitando a doação de luvas de procedimento, toucas e aventais descartáveis, além de máscaras cirúrgicas. Para efetuar a entrega, é preciso entrar em contato pelo telefone (51) 3751-3111. Em tempo, nessa quarta-feira, 25, a instituição recebeu R$ 4 mil do Motogrupo Encantado, cujo valor será destinado para a aquisição de itens de prevenção e combate à pandemia do novo coronavírus. No início da semana, a empresa de cosméticos Hedera, sediada no município, já havia doado álcool em gel.

 

Emprego

Com a UTI próxima de ser finalizada, cria-se uma expectativa para geração de empregos. A princípio, Marilene estima que sejam oferecidos em torno de 30 postos de trabalho diretos e outros dez indiretos, entre técnicos de enfermagem, médicos de diferentes especialidades, enfermeiros e outras funções.

 

 

Fonte: O INFORMATIVO