RSS Obras Estrela

Obras na ERS-129 avançam

Contratempos, como rochas que precisam ser detonadas, atrapalham um pouco processos como do sistema de drenagem (Foto: Rodrigo Angeli)
Contratempos, como rochas que precisam ser detonadas, atrapalham um pouco processos como do sistema de drenagem (Foto: Rodrigo Angeli)

Trinta dias depois da assinatura da Ordem de Início de Serviço da primeira etapa (são três) da pavimentação da ERS-129 e o início das obras, o cenário de acesso a Arroio do Ouro já é outro. As máquinas fazem parte da rotina de quem passa todo o dia pelo trecho ou mora nos arredores. Em certos pontos, onde já existe a sub-base (base de brita graduada), a que posteriormente recebe a camada asfáltica, o conforto de quem passa a bordo de veículos é bem maior e pó praticamente não levanta mais.

O contrato para a realização da obra, que é um antigo sonho da comunidade local, está firmado entre Prefeitura e a empresa Conpasul Construção e Serviços, vencedora da concorrência. De acordo com Diogo Boemo, engenheiro da Conpasul, o trecho de 1,1 quilômetros da primeira etapa já está com 60% da terraplanagem concluída. Cerca de 300 metros já receberam, inclusive, a base de brita graduada. A expectativa é de que até o fim da próxima semana este índice dobre e cerca de 600 metros já poderiam receber a camada asfáltica. Neste ponto e em outros que a terraplanagem está concluída, os veículos já trafegam sem solavancos, de maneira bem mais uniforme do que até um mês atrás.

Para não criar expectativas, o engenheiro não fala em prazos para o início da colocação da camada asfáltica, e porque também contratempos podem ocorrer e atrasar os processos. Exemplo é a instalação do sistema de drenagem, de fundamental sucesso para a obra como um todo. Em certos pontos foram encontradas rochas, e agora é necessária a liberação do Exército para a detonação destas e a continuidade desta etapa. Mas o cronograma segue dentro do prazo.

Saiba mais

A ERS-129 faz a ligação entre Estrela e Bom Retiro do Sul, e é uma das principais vias de escoamento da produção daquela região. O asfalto é uma reivindicação de mais de 30 anos. A obra compreende a pavimentação, drenagem e sinalização num trecho de 3.280 metros, compreendido entre a Rua Júlio de Castilhos e a estrada que dá acesso ao Distrito de Delfina. Será asfaltado em três etapas. Conforme a licitação, o prazo para a execução de cada lote será de três meses, contados da emissão da Ordem de Início de Serviço. O investimento do Governo de Estrela nesta obra é de R$ 3,436 milhões. Para possibilitar o asfaltamento, o município firmou convênio com o Governo do Estado, através da Secretaria dos Transportes, que autorizou a pavimentação.

Texto: Ascom Estrela