Cultura RSS Roca Sales Destaques

Oclaje propaga a música instrumental e empolga o público em Roca Sales

Orquestra realizou uma belíssima apresentação (Foto: Divulgação)

Na noite da sexta-feira (09), a Orquestra de Concertos de Lajeado – Oclaje encantou o público com uma belíssima apresentação na cidade de Roca Sales. A atividade teve entrada gratuita e foi realizada no Centro Social Urbano do município.

A apresentação foi uma das etapas do Projeto Cultura Essência e Diversidade II – Música Instrumental. Conforme a maestrina da Oclaje, Maria Fernanda Giacomet, a música instrumental oferece ao ouvinte amplas possibilidades de interpretação por não trazer consigo uma letra, um texto que oriente sobre qual assunto ela está tratando, o que ela está contando, ou qual sentimento pretende provocar.

“Desta forma, a música instrumental exige mais do ouvinte durante sua apreciação, requer mais atenção e pode, para muitas pessoas, parecer difícil de compreender, mas certamente provoca e evoca sentimentos de maneira pessoal e profunda em quem a aprecia. Na Oclaje temos um coral que eventualmente acompanha a orquestra, sendo que os arranjos das músicas apresentadas, feitos pelo Maestro Irineu Krüger, têm partes somente instrumentais, somente vocais e vocais e instrumentais simultaneamente”.

A maestrina ainda explica que as crianças são naturalmente abertas às mais variadas manifestações musicais, pois é ao longo de seu amadurecimento elas vão formando o gosto musical, baseadas no que lhes foi oferecido e apresentado.

“Proporcionar o acesso às mais variadas opções musicais, faz com que a criança compreenda que há muitas formas de fazer e ouvir música. Se a criança, ou o jovem, dedicar-se ao aprendizado de algum instrumento musical ainda terá a possibilidade de fazer música, tocar sozinho ou em grupo. Neste ponto, integrar uma orquestra, um coral, ou um grupo musical, traz um aprendizado profundo sobre a necessidade da repetição, o respeito ao tempo de maturação de um repertório, a noção de que sempre há o que melhorar, o que aprimorar, mesmo nas músicas que já são tocadas há anos. Além disso, ensina que os breves minutos da peça no palco, são resultado de horas de paciência e dedicação, algo desafiador para a geração mais jovem, que vive diariamente o tempo acelerado pelas facilidades tecnológica”.

Ensaios
Os ensaios gerais com a orquestra da Oclaje acontecem uma vez por semana. Os ensaios de naipes vocais acontecem uma vez por semana, além do dia do ensaio geral, separadamente com grupos de cantores. “Para uma música estar ensaiada suficientemente e ser incluída numa apresentação leva-se vários meses de ensaio, dependendo da complexidade do arranjo. A escolha das músicas visa contemplar vários estilos musicais, incluindo peças clássicas e populares, no intuito de levar ao público um repertório variado e que agrade a diversos ouvintes. São incluídas peças mais conhecidas junto com músicas menos populares, fazendo com que o público se identifique com as músicas conhecidas, mas também tenha sua curiosidade instigada ao ouvir novas melodias”, acrescenta a maestrina.

Quem quiser integrar a Orquestra como instrumentista precisa saber tocar um dos instrumentos que a compõe e saber ler partituras para poder acompanhar os ensaios. A orquestra é aberta à participação de interessados, através da realização de testes prévios.

Atualmente a Oclaje é composta por 35 integrantes, sendo eles distribuídos em instrumentos de corda, sopro, piano, percussão e canto. Conforme a Vice-presidente da Oclaje Cleri Maders, cada etapa do projeto é fundamental para divulgar a Orquestra. “Cada uma das apresentações é muito importante. O projeto ajuda a manter o grupo e mostrar um pouco dos nossos 35 anos de história. Desta forma conseguimos mostrar o nosso nome, a nossa música e ainda conseguimos levar um pouco de cultura para todos os povos e raças. As pessoas precisam ter mais acesso a isso”.

Saiba mais:
O Projeto Cultura Essência e Diversidade II – Música Instrumental proporciona shows de música instrumental, cultura e entretenimento para toda a comunidade regional. Além disso, estimular a inserção da música no cotidiano das pessoas e incentiva os artistas desse segmento, promovendo o desenvolvimento social e intelectual, oportunizando a apresentação de seus trabalhos artísticos.

A apresentação foi realizada em local apropriado e adaptado para proporcionar condições de acessibilidade às pessoas idosas e pessoas com deficiência. Esta etapa do Projeto Cultura Essência e Diversidade II – Música Instrumental contou com o patrocínio das Lojas Benoit e Pretto Veículos. A realização foi do Ministério da Cultura – Governo Federal.

Texto: Ascom projeto cultural