Artigos - Desenvolvimento Rural

OCS Encantos da Terra recebe certificação para produção orgânica de alimentos – por Tiago Bald

Tiago Bald

A manhã de quarta-feira (12/06) foi de comemoração para quatro famílias de agricultores de alimentos orgânicos de Encantado e uma de Muçum, que integram o Organismo de Controle Social (OCS) Encantos da Terra. Na ocasião, elas receberam de representantes da Comissão de Produção Orgânica do Rio Grande do Sul (Cporg/RS) – órgão ligado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) – os certificados que oficializam a vinculação de suas unidades produtivas ao Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos. A atividade foi realizada na sede da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs).

Integrado também por extensionistas da Emater/RS-Ascar e por representantes dos consumidores, a OCS teve a sua caminhada iniciada há cerca de dois anos, quando as cinco unidades de produção envolvidas passaram por um período de transição em suas propriedades, migrando de um sistema de produção convencional para aquele que toma por base a agroecologia. “De lá para cá foram diversas as ações, individuais e coletivas, que buscaram consolidar o modelo de cultivo orgânico”, salienta o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Eduardo Mariotti Gonçalves.

“A intenção geral é a de promover a agroecologia, por meio da oferta de alimentos seguros e saudáveis a toda a sociedade”, reforça a nutricionista da Emater/RS-Ascar, Tatiane Turatti. Nesse sentido, o cadastramento junto ao Mapa possibilita que os agricultores possam comercializar os alimentos para venda direta por meio de políticas públicas como o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), além de feiras de produtores orgânicos e diretamente aos consumidores, em suas propriedades.

Gonçalves enfatiza ainda que o próximo passo será o de ampliar a produção e os espaços de comercialização, com o investimento em uma Feira de Orgânico, nos moldes daquelas que ocorrem em Lajeado. “O que a gente percebe é que há um potencial cada vez maior para esse tipo de cultivo, com o consumidor cada vez mais atento para a importância do consumo de alimentos saudáveis”, completa Tatiane. “Lembrando ainda que, em uma OCS o próprio grupo é o responsável por assegurar que os alimentos ofertados, bem como os manejos e processos envolvidos no cultivo, estejam de acordo com as normas”, explica Gonçalves.

Os agricultores vinculados à OCS são Sadi e Silvana Pedersini, Santo e Nilva Sfoglia, Tiago de Conto (em conversão), Sílvia Toni e João Bregolin e Adelir Gregio. Representam a Emater/RS-Ascar os extensionistas Tatiane Turatti e Eduardo Gonçalves Mariotti. Já entre os consumidores, participam do coletivo as pesquisadoras ligadas ao Núcleo de Estudos em Agroecologia (NEA) da Uergs, Cândida Zanetti e Elaine Biondo. Participaram da entrega dos certificados, autoridades como o vice-prefeito de Encantado, Enoir Cardoso e o gerente adjunto da Emater/RS-Ascar, Carlos Lagemann, além de vereadores, secretários, entre outros.

 

Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar – Regional de Lajeado
Jornalista Tiago Bald