Coronavírus RS

Oitava etapa de testes rápidos em pesquisa sobre o coronavírus no estado começam nesta sexta-feira

Entre os dias 4 e 7 de setembro, profissionais voluntários irão visitar residências para realizar 4,5 mil testes rápidos para Covid-19 no RS.

A pesquisa de Evolução da Prevalência de Infecção por Covid-19 no Rio Grande do Sul inicia sua oitava etapa de entrevistas e testes rápidos em nove cidades gaúchas. Os entrevistadores do estudo irão visitar residências sorteadas de forma aleatória entre os dias 4 e 7 de setembro. No total serão realizados 4,5 mil testes rápidos em moradores das cidades de Canoas, Caxias do Sul, Ijuí, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Santa Cruz do Sul, Santa Maria e Uruguaiana.

“É o único estudo populacional no mundo a fazer esse levantamento oito vezes nas mesmas cidades. À medida que coletamos novos dados, podemos observar a tendência de comportamento do coronavírus nas diferentes regiões. São informações fundamentais para subsidiar estratégias de enfrentamento da pandemia”, afirma a epidemiologista Mariângela Silveira, que integra a coordenação do estudo na Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

A Universidade de Santa Cruz do Sul, a exemplo de outras instituições de ensino, é parceira da pesquisa que é coordenada pela UFPel e contratada pelo Governo do Estado. O objetivo do estudo é mapear os casos de Covid-19 no estado, avaliando a velocidade de disseminação do contágio ao longo do tempo. Os dados mais recentes estimam que mais de 139 mil pessoas já tenham sido infectadas – o que equivale a um a cada 82 habitantes do Rio Grande do Sul.

A pesquisa também apontou que a ampliação da testagem no estado reduziu a quantidade de casos não notificados pelas estatísticas oficiais. Atualmente, para cada caso real de infecção, a pesquisa estima que exista 1,4 não registrado oficialmente.

Como é realizada a pesquisa em Santa Cruz do Sul?

Em Santa Cruz do Sul serão sorteados 500 domicílios para participar do estudo, por meio de dados dos setores censitários do IBGE. Os profissionais voluntários, devidamente credenciados e utilizando equipamentos de proteção individual (EPIs), irão visitar as residências entre os dias 4 e 7 de setembro. O participante, além de realizar o teste rápido, irá responder um breve questionário sobre a ocorrência de sintomas relacionados à Covid-19, busca por assistência médica e rotina da família em relação às medidas de distanciamento social.

Participar do estudo auxilia na tomada de decisões a nível regional e estadual, sendo de grande importância a colaboração da população local. Em caso de dúvida sobre os entrevistadores os moradores podem entrar em contato com a Brigada Militar para obter informações sobre as visitas às casas. Os resultados vão ser divulgados por integrantes da coordenação do estudo e do Governo do RS em aproximadamente 48 horas após a finalização da coleta de dados.

 

 

Texto: Assessoria de Comunicação Unisc + Assessoria de Comunicação UFPel
Foto: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Santa Cruz do Sul
Josemar Santos
Assessoria de Imprensa – Unisc