RS Polícia

Operação Pequeno Príncipe apreende cerca de 5 mil comprimidos de ecstasys

Apreensão - Foto: Polícia Civil
Apreensão (Foto: Polícia Civil)

Na manhã da terça-feira (02), policiais da 1ª Delegacia de Investigações do Narcotráfico do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (DIN/Denarc), após seis meses de investigação, executaram importante etapa da Operação Príncipe, interceptando uma carga de drogas sintéticas na BR próximo a cidade de Portão.

Segundo o delegado Guilherm Calderipe foram apreendidos mais de 5000 (cinco mil) comprimidos de ecstasy, que estavam escondidos em uma mala que seria entregue em Caxias do Sul, com destino provável de abastecimento da Região da Serra, especificamente na cidade de Gramado, onde nas próximas semanas haverá grandes festivais que contatarão em paralelo com a realização de mega festas eletrônicas.

A equipe de investigação do Denarc identificou a origem e o destino da droga, interceptando a carga em uma das paradas do ônibus intermunicipal, na estação rodoviária do município de Portão. O ônibus partiu de Porto Alegre com destino a Caxias do Sul. Estima-se que, no varejo, os mais de cinco mil comprimidos renderiam de R$ 250.000,00 (duzentos e cinquenta mil reais) até 500.000,00 (quinhentos mil reais), visto que o entorpecente costuma ser vendido a jovens usuários em festas eletrônicas e o comprimido tem nesses eventos um preço que varia de R$ 50,00 até R$ 100,00 reais.

O delegado Guilherme Calderipe afirmou que a “1ª DIN possui diversos trabalhos relacionados a drogas sintéticas em andamento.” Somente neste ano, 25 prisões por tráfico de drogas foram realizadas em investigações desenvolvidas para apurar esse tipo de traficância. E afirma que “as investigações continuam, parte dos dados ainda são sigilosos e serão divulgados no momento oportuno.” Finaliza dizendo que pessoas suspeitas de estarem fazendo o trabalho de “mula” do tráfico serão ouvidas e possivelmente indiciadas no decorrer da operação Pequeno Príncipe.

Conforme o delegado Mario Souza, Diretor de Investigações do Narcotráfico, o total das ações durante a Operação Pequeno Príncipe chega ao número de sete mil comprimidos da droga ecstasy, cerca de mil pontos de LCD e centenas de porções de outras drogas, como “special k” e lança-perfume, além de 25 indivíduos presos por tráfico nas diversas fases da operação. Ainda ressaltou que “a apreensão desses mais de cinco mil comprimidos de ecstasy representam um recorde para a Polícia Civil em uma única ação”. Destacou o trabalho que vem sendo realizado pelo Denarc no que diz respeito ao combate ao comércio de drogas sintéticas. Complementou enaltecendo essa apreensão histórica de ecstasys, a qual “coroa o trabalho policial executado na Operação Pequeno Príncipe e representa um duríssimo golpe no tráfico de drogas sintéticas no Rio Grande do Sul”, afirmou o delegado.

O Chefe de Polícia do Rio Grande do Sul, Delegado Emerson Wendt esclareceu que as investigações contra drogas sintéticas são prioridade, visto que estes entorpecentes representam um alto potencial nocivo e danoso principalmente ao jovem, que é o usuário mais comum desse tipo de droga.

Disque denúncia
FONE: 0800 518 518
SITE:  www.pc.rs.gov.br
E-MAIL denarc-denuncia@pc.rs.gov.br
WHATS E TELEGRAM (51) 84187814

Texto: Ascom Policia Civil