Destaques Geral Muçum

Organização comemora sucesso do 1º Encontro de Carros Antigos e Derivados

Paixão por carros antigos reúne pessoas de todo o Estado (Foto: Joyce Alves Zanon)
Paixão por carros antigos reúne pessoas de todo o Estado (Foto: Joyce Alves Zanon)

Nem mesmo o frio e a chuva foram empecilhos para as centenas de pessoas que compareceram ao lonão da Praça da Matriz no domingo, dia 22 de maio. Vindos de diversos pontos do Estado, eles reuniram sua paixão por veículos no 1º Encontro de Carros Antigos e Derivados de Muçum.

O evento contabilizou 160 carros inscritos, e centenas de visitantes, que admiraram fuscas, opalas, Kombis, chevettes, brasílias e mavericks. Um dos mais antigos era um Ford Phaeton 35-A, modelo 1929. O aposentado encantadense Sidio José Schulz (71) levou o veículo para exibir seu charme na cidade vizinha. Adquirido em 1981, o carro começou a ser restaurado em 1988, levando 25 anos para ficar pronto. “O ano de fabricação é 1928, mas é modelo 1929”, explica o apaixonado pelos veículos históricos, que ainda tem outros veículos antigos na coleção.

O prefeito Lourival de Seixas agradeceu a presença de todos e elogiou o evento, que ajuda a divulgar o nome de Muçum pelo Estado. As soberanas do município também estiveram presentes. A rainha, Evelin Baronio, em nome da corte, desejou sucesso e destacou a iniciativa. Um dos organizadores do evento, Fabio Zamboni, comemora o sucesso. “Foi extremamente positivo. As pessoas não se intimidaram pelo frio e pela chuva, e compareceram para prestigiar. Certamente, no próximo ano, iremos fazer a segunda edição”, explica. Zamboni adianta que, provavelmente, a data deverá sofrer alterações. “Pensamos em realizar o evento em março ou abril, para evitarmos o tempo chuvoso e o frio intenso”, conta.

Durante o dia, houve brinquedos para a criançada, praça de alimentação, mercado de pulgas, exposição de bicicletas antigas, sorteio de brindes e animação do DJ Teta Rodrigues e as bandas Acústico Duo e Segundo Final, que garantiram o melhor do pop, rock, clássicos e reggae.

Texto: Assesoria de Imprensa de Muçum