Serviços RS RSS Estrela

Órgão de Trânsito de Estrela busca maior adesão de usuários preferenciais

Mais placas para identificação de espaços exclusivos serão instaladas (Fotos: Rodrigo Angeli)

Órgão de Trânsito (OTR) de Estrela é o setor responsável por processos de atendimento a usuários do trânsito. Em funcionamento desde julho na rua Ernesto Alves, nº 594, sala 1, está intensificando o cadastramento de motoristas e pessoas que necessitam de identificação para usufruírem do benefício do estacionamento em vagas exclusivas, como deficientes físicos e idosos. Hoje, são 21 deficientes físicos e 93 idosos cadastrados.

O OTR está ligado ao Departamento de Trânsito (DT) que, entre outras atribuições, realiza o reforço ou novas pinturas de meios-fios e de vagas de tempo determinado ou exclusivas em toda a cidade. Entre as de estacionamento exclusivo para deficientes e idosos já existentes estão as próximas a locais públicos de grande circulação, como o Hospital Estrela, as agências da Caixa Econômica Federal e Banrisul, Estação Rodoviária, Parque Princesa do Vale, Fórum e Praça Henrique Roolaart. Conforme o setor, outras vagas devem surgir ao longo do ano, até para que se atenda a legislação pertinente. É por isso que o Departamento reforça a necessidade do cadastramento e da identificação por parte dos motoristas e usuários. “Criamos algumas vagas, reforçamos a pintura de outras, mas queremos que usufruam destes espaços aqueles que de fato precisam e estão habilitados. Mas para termos certeza disto e da demanda precisamos da colaboração destes motoristas ”, explica Gerson Teixeira, coordenador do Trânsito de Estrela.

Para tanto, o OTR solicita que se faça um cadastro, com o qual se ganha um cartão que deve ser deixado no painel dos veículos quando estacionados nas vagas seletivas. “Depois, com o futuro trabalho dos agentes de trânsito do município, a fiscalização será maior”, alerta Teixeira. “Caso alguém seja solicitado a mostrar que pode de fato estar usufruindo daquela vaga, precisa provar que é habilitado”, explica. Essa identificação iniciou em 2017, e fechou o ano com 77 idosos cadastrados e 20 deficientes físicos. Nos primeiros dias de 2018, foram 16 as pessoas de mais de 60 anos que buscaram o serviço e um usuário com necessidades especiais.

Outra observação feita pelos responsáveis é que um idoso ou deficiente não está impedido de estacionar nas vagas normais e temporárias de 15 e 30 minutos. Nestes casos, não pode ultrapassar o limite de tempo pré-estabelecido. Segundo Teixeira, a melhora na identificação destes espaços também é uma preocupação da prefeitura. “Já encomendamos mais 20 placas, sendo que 15 vão ser instaladas imediatamente para melhorar a identificação destas vagas, principalmente através da sinalização vertical.”

Saiba mais

No OTR funcionam os serviços da Junta Administrativa de Recursos de Infrações (Jari) e da Junta Administrativa de Recursos da Autuação (Jada). É neste setor que se obtém a liberação de alvarás para transporte coletivo de passageiros e táxis, consultas a multas, autorização para fechamento de ruas visando eventos ou construção civil; entre outros procedimentos. Vale destacar que o Departamento de Trânsito (DT), responsável pela parte de projetos e protocolos, segue na Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento Econômico (Seplade), no prédio da prefeitura. Mais informações quanto ao órgão podem ser obtidas pelo telefone 3981-1075.

Texto: Ascom Estrela