Segurança Investimento Lajeado

Pacto Lajeado Pela Paz é apresentado a coordenadores de cursos da Univates

O projeto Pacto Lajeado Pela Paz foi apresentado na terça-feira (07/05) para os coordenadores de cursos da Univates. A apresentação foi feita pelo consultor Alberto Kopittke, diretor executivo do Instituto Cidade Segura, ONG que atua na área da segurança pública e que foi contratado pela Prefeitura de Lajeado para apoiar a condução do programa. O lançamento oficial do projeto está previsto para o dia 28 de maio, às 19h, no auditório do Sicredi Integração (Avenida Piraí, 97 – Bairro São Cristóvão).

O Pacto Pela Paz é um projeto que buscará desenvolver a criação de uma cultura de paz no município com o objetivo de prevenir a violência. Envolvendo diversas entidades e agentes policiais e fiscalizadores, o Pacto atuará desde áreas de apoio a gestantes sobre como cuidar de seus filhos, passando pela capacitação socioemocional de crianças e adolescentes, até ações de integração de polícias e fiscalização para uma atuação mais efetiva contra a transgressão de normas no município.

Durante o encontro, realizado na Univates e que reuniu o prefeito Marcelo Caumo, a vice-prefeita Gláucia Schumacher, e o promotor de justiça Sérgio Diefenbach, foram apresentados os cinco eixos estruturais do Pacto Lajeado pela Paz: Prevenção Social, Urbanismo, Fiscalização Administrativa, Tecnologia e Policiamento e Justiça. Conforme Kopittke, será criado um Sistema Municipal de Prevenção, que funcionará baseado em indicadores e subdividindo em três níveis – primário, secundário e terciário – os esforços com foco na prevenção à violência. Ao explicar sobre o monitoramento de indicadores, o consultor destacou que a Univates poderia contribuir muito na avaliação do impacto das ações previstas no plano do pacto. Para o prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo, a Univates também poderá contribuir no sentido de propor ações que integrem o pacto com o objetivo maior de prevenir a violência.

Saiba mais

O Pacto Lajeado pela Paz já está em desenvolvimento em cidades com Pelotas, Niterói (RJ) e Fortaleza e outras 20 cidades da região metropolitana do Ceará. Com base em metodologia baseada em evidências (comprovação dos efeitos e do resultado das ações), o projeto atua em ações para prevenir a violência desde a gestação da criança até ações voltadas a jovens com comportamento violento. O objetivo é agir antes para prevenir problemas mais graves no futuro.

 

 

Texto: Rafael Scheeren Grün
Assessoria de Imprensa de Lajeado