Social Destaques Lajeado

Pacto Lajeado Pela Paz lança programa de prevenção da violência “Cada Jovem Conta”

Um evento reunindo mais de 150 servidores públicos do município e do Estado marcou o lançamento do programa “Cada Jovem Conta” na tarde desta sexta-feira (23/08), no auditório do CEAT. Focado em apoiar crianças e adolescentes com perfil vulnerável à violência, ele faz parte do eixo de prevenção do projeto Pacto Lajeado Pela Paz.

O objetivo do programa é identificar desde cedo crianças e adolescentes que apresentem fatores de risco para se tornarem vítimas ou responsáveis pela violência. Uma vez conhecidos, estes jovens passam a ser amparados por uma rede de proteção para que possam conhecer alternativas ao caminho da violência. Estes caminhos passam por atendimentos na área da saúde (por exemplo, quando um jovem tem um distúrbio cujo tratamento lhe dê uma melhor qualidade de vida), amparo na educação (por exemplo, quando uma criança com dificuldade na escola passa a ter acompanhamento especializado), alternativas na assistência social (por exemplo, quando uma criança de família vulnerável passa a ter atendimento mais próximo para que possa permanecer na escola), alternativas na área da cultura e do esporte (por exemplo, quando uma criança está vulnerável na rua e é encaminhada para um projeto de música ou de futebol, passando a ter uma ocupação produtiva do tempo).

– O objetivo do programa é fazer toda a rede de apoio focar nessas crianças e jovens vulneráveis para atuar desde cedo e evitar que sejam conduzidos a uma vida de mais violência ou sejam cooptados pelo crime. Nosso trabalho é oferecer todo o suporte possível para que permaneçam na escola e consigam conduzir bem os estudos. Isso é muito relevante porque estudos internacionais já indicaram que o abandono da escola ou o insucesso no colégio são grandes fatores de risco para que esta criança ou jovem tome o caminho da violência e da criminalidade. Temos que evitar que isso aconteça – explica a consultora Tâmara Soares, do Instituto Cidade Segura, que está atuando no projeto Pacto Lajeado Pela Paz.

Participaram do lançamento o prefeito, Marcelo Caumo, a vice-prefeita, Gláucia Schumacher, os secretários municipais da Educação, Vera Plein, da Saúde, Claudio Klein, da Cultura, Esporte e Lazer, Carlos Reckziegel, do Trabalho, Habitação e Assistência Social, Lorival Silveira, do Desenvolvimento Econômico, Turismo e Agricultura, André Bücker, o coordenador de Projetos Especiais, Isidoro Fornari, e também os promotores de Justiça Neidemar Fachinetto e Sérgio Diefenbach.

Durante toda a tarde, os servidores puderam conhecer em detalhes as premissas do programa. Em dinâmicas de grupo, falaram de suas expectativas sobre o trabalho. Foram formados grupos de trabalho permanentes, chamados Comitês Territoriais Integrados, que terão a responsabilidade de identificar o grupo de crianças e adolescentes que participarão do programa, discutir os casos dos jovens e deliberar as intervenções que serão necessárias em cada um. Estas equipes atuarão em 7 territórios diferentes, em grupos formados por 7 Estratégias de Saúde da Família, 8 escolas, 2 Centros de Referência de Assistência Social – CRAS e o Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS. Neste início do programa, foram definidos 7 territórios considerados os mais necessitadas deste tipo de apoio. Na medida em que o trabalho for sendo desenvolvido, outros territórios serão abrangidos.

– Acreditamos muito que este tipo de trabalho preventivo, focado na criança e no adolescente e comprometido a manter essa pessoa dentro da escola, acolhida e cuidada, fará com que no futuro tenhamos menos jovens no caminho da violência e uma cidade mais pacífica. O Pacto Lajeado Pela Paz é uma aposta de diversas entidades para que, em conjunto, implementemos propostas que trarão resultados excelentes no longo prazo – disse o prefeito, Marcelo Caumo.

O Pacto Lajeado Pela Paz

O Pacto Lajeado Pela Paz é um conjunto de ações que tem como objetivo desenvolver uma cultura de paz no município para prevenir o surgimento e o crescimento da violência. Está dividido em dois eixos:

– Aplicação da lei: por meio de ações específicas, envolvendo especialmente agentes de policiamento e fiscalização, vai atuar em operações integradas, programas e ações voltados ao monitoramento dos índices de violência e de desrespeito à lei no município, agindo para que todos respeitem as regras da cidade, em todos os níveis, melhorando a sensação de segurança no município, reduzindo a perturbação do sossego (uma das principais reclamações dos munícipes), as brigas e ameaças, e aumentar a apreensão de armas de fogo. Já está ocorrendo, e uma de suas ações é a realização de operações policiais integradas envolvendo agentes federais, estaduais e municipais. Já foram realizadas três operações deste tipo desde junho.

– Prevenção: são ações e programas voltados a atuar nos fatores de risco que são causa da violência, como o abandono escolar e o abuso na infância, funcionando como uma rede de monitoramento de evidências e atuação no combate às vulnerabilidades sociais, reduzindo os riscos de crianças e adolescentes entrarem no caminho da violência. Atua principalmente nas áreas de educação, saúde, assistência social, cultura e geração de emprego e renda.

 

 

Assessoria de Imprensa de Lajeado