Educação RSS Lajeado

Parceria busca criação de produtos para pessoas com deficiência

 Estudantes visitaram a empresa Mercur para se aproximar de produtos focados em tecnologias assistivas (Foto: Divulgação)
Estudantes visitaram a empresa Mercur para se aproximar de produtos focados em tecnologias assistivas (Foto: Divulgação)

Com o objetivo de desenvolver um produto focado nas tecnologias assistivas para pessoas com algum tipo de deficiência, os cursos de Design e Fisioterapia da Univates visitaram na última semana a empresa Mercur e deram início a uma parceria. Ao longo do semestre os acadêmicos estarão envolvidos em atividades que buscam o desenvolvimento de um abdutor de polegar (para pessoas com deficiência ou ausência do dedo polegar) e de uma luva flexora de dedos (para pessoas que não conseguem flexionar e/ou estender os dedos das mãos).

A parceria entre os cursos se dá a partir das disciplinas “Estágio Supervisionado – Pesquisa e Desenvolvimento em Design” e “Fisioterapia na Prevenção e Promoção da Saúde”, ministradas, respectivamente, pelo coordenador do curso de Design, Rodrigo Brod, e pela coordenadora do curso de Fisioterapia, Lydia Koetz.

Segundo a estudante de Fisioterapia Mariel Janice Berghahn, a oportunidade de contato com colegas de outro curso potencializa a usabilidade do produto. “Nós, futuros fisioterapeutas, tentamos auxiliar os pacientes fazendo o possível, com ‘gambiarras’. A parceria com o Design faz com que consigamos repassar as necessidades dos pacientes a eles e, com isso, somos ajudados, porque eles elaboram melhores produtos e contribuem para a melhoria de vida dos pacientes”, conta. A aluna de Design Marina Pavan concorda: “A junção dos cursos é muito válida, pois cada aluno tem suas vivências e conhecimentos, e quando nos é permitido fazer essa combinação, muitas ideias novas podem surgir”, afirma.

A visita oportuniza aos estudantes a aproximação com a realidade do mercado, práticas contemporâneas e inovadoras de empreendedorismo e, principalmente, aproxima os acadêmicos de pessoas, problemas e situações reais. “Foi muito legal conhecer a Mercur, ver o processo de produção da borracha e os projetos com os quais a empresa está engajada. Eu só conhecia a borracha de apagar, mas foi incrível perceber como a Mercur está preocupada com o meio ambiente e as pessoas”, comenta Marina.

Na próxima semana, no dia 23, os estudantes participarão de uma oficina de teste de produtos. Já no dia 6 de setembro, profissionais da Mercur participarão da disciplina Prevenção e Promoção da Saúde. Após a elaboração dos produtos, pessoas com deficiência vão experimentá-los.

Texto: Ascom Univates