Artigos - Desenvolvimento Rural

“Pequenas frutas: curiosidades sobre a cultura do morango” este é o artigo do Engenheiro Agrônomo Eduardo Mariotti Gonçalves

Emater
Técnicos da Emater (Foto: Elisangela Favaretto)

Elas são pequenas, de coloração intensa e possuem sabor e aroma agradáveis. Desde as mais populares, como o morango, até as mais distintas como o mirtilo e physalis, estas frutas de menor porte, despertam atenção dos mais variados perfis de consumidores.

Pesquisas recentes comprovam os benefícios do consumo na prevenção de diversas doenças crônicas de risco e degenerativas, por combaterem os radicais livres. Os promotores são denominados flavonóides (compostos fenólicos com atividade antioxidante), e estão presentes nos pigmentos associados à coloração destes frutos.

Pensando na potencialidade deste mercado, produtores da região tem investindo em culturas comerciais como o cultivo do morango: uma planta híbrida (Fragaria x ananassa Duch.), de hábito perene, cultivada especialmente nas regiões de clima subtropical ou temperado, devido à preferência da planta pelo clima ameno.

As mudas comerciais, disponíveis no mercado, são majoritariamente importadas do Chile e da Argentina, em função do clima e das condições favoráveis, livres de pragas e doenças, nas regiões dos Andes e da Patagônia, respectivamente. No RS, são produzidas mudas nas regiões de Feliz e Agudo, importantes núcleos de produção de morango. Entre as cultivares mais produzidas cita-se Camarosa, Aromas e Albion.

O cultivo intensivo, ano sobre ano, na mesma área, ocasionou a propagação de doenças de solo, inviabilizando diversas áreas de cultivo. Atualmente os sistemas de produção tem migrado do solo, sistema conhecido como túnel baixo, para um sistema de produção em slabs (sacolas), em que o solo é substituído por substrato de material inerte, e a nutrição ocorre via fertirrigação, em que a água de irrigação é veículo da solução nutritiva de sais minerais, que podem ser fertilizantes químicos ou produtos à base de compostos naturais, biofertilizantes, mais adequados aos sistemas orgânicos de produção.

As pesquisas desenvolvidas no Brasil com pequenas frutas têm se concentrado no morangueiro e, em menor grau na amora preta, sendo esparsas e pontuais os estudos sobre mirtilo, framboesa e frutíferas nativas.  Com objetivo de determinar as práticas mais adequadas de manejo fitossanitário e oportunidades de mercado, visando a máxima eficiência técnica e econômica com o mínimo de intervenção química, sempre voltadas à segurança alimentar, a Embrapa Clima Temperado, promoverá o VII Encontro sobre Pequenas Frutas e Frutas Nativas do Mercosul, que será realizado no período 22 a 24 de novembro de 2016, em Pelotas/RS.

O Evento reunirá as principais autoridades brasileiras e estrangeiras, com o objetivo de contribuir para a sustentabilidade e a competitividade da produção de frutas no Rio Grande do Sul: uma excelente oportunidade de capacitação!

Para mais informações sobre o cultivo do morango, procure a Emater RS Ascar.

Eduardo Mariotti Gonçalves – Engenheiro Agrônomo da Emater