Região RSS Rural - Agricultura

Pesquisa relaciona produtividade leiteira e consumo de água

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Uma das áreas de concentração do Programa de Pós-Graduação em Sistemas Ambientais Sustentáveis (PPGSAS) da Univates é a sustentabilidade da cadeia produtiva, que envolve estudos sobre processos de produção nas propriedades e organizações, por meio de aplicação de novas tecnologias e compreendendo novas formas de gestão. Relacionado a esta área, o estudo preliminar “Pegada hídrica da produção de leite in natura: uma análise das principais regiões produtoras do RS” foi apresentado no XVIII Encontro Internacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente (Engema), que ocorreu na Universidade de São Paulo, em São Paulo, nos dias 5 e 6 de dezembro.

O trabalho integra o projeto de pesquisa “Desenvolvimento econômico e sociocultural da região do Vale do Taquari/RS”, coordenado pela professora doutora Júlia Elisabete Barden. Segundo a docente, o termo pegada hídrica refere-se ao consumo de água no processo de produção. “Neste caso, a partir de análises preliminares, podemos considerar que, na produção leiteira in natura nas três regiões gaúchas que mais produzem leite, quanto maior a produtividade de leite, menor a pegada hídrica. Ou seja, nos locais onde há maior produtividade há também menor consumo de água, o que impacta positivamente no meio ambiente”, explica.

Segundo a pesquisa, enquanto a pegada hídrica nacional é de 994,2 litros de água necessários para a produção de cada litro de leite (la/ll), no Rio Grande do Sul fica em 449,2 la/ll e, na área do Conselho Regional de Desenvolvimento Produção, chega a 345,7la/ll. “Embora a produção de leite seja uma atividade importante em termos econômicos e sociais, consome quantidade significativa de água, de forma direta e indireta. Dado que a água doce é tida como um recurso limitado, para garantir a sustentabilidade da atividade, faz-se necessário o desenvolvimento desta produção com maior especialização”, analisa Júlia.

O artigo teve a participação ainda de Fernanda Sindelar, Gustavo Rodrigo da Silva, Bruno Nonnemacher Buttenbender. No mesmo evento foi apresentado também o artigo “Sustentabilidade em Sistemas Orgânicos: uma proposta de avaliação em propriedades rurais”, de Júlia Elisabete Barden, Fernanda Sindelar, Luís Fernando da Silva Laroque, Valdir Jose Morigi, Glauco Schultz.

Saiba Mais
Média de pegada hídrica por região
Brasil: 994,2 litros de água para cada litro de leite
Rio Grande do Sul: 449,2 litros de água para cada litro de leite
Corede Produção: 345,7 litros de água para cada litro de leite
Corede Fronteira Nordeste: 448,2 litros de água para cada litro de leite
Corede Vale do Taquari: 487,9 litros de água para cada litro de leite

Texto: Ascom Univates