Coronavírus Saúde RS

Pesquisadores da PUCRS criam plataforma para autodiagnóstico de coronavírus

Um grupo de pesquisadores da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), vinculados ao Instituto do Cérebro do RS (InsCer) elaboraram uma plataforma para possíveis diagnósticos de coronavírus.

A intenção é que as pessoas respondam ao questionário, que, dependendo das respostas, ao final dará instruções de como proceder.

“A ideia é gerar informações importante para o combate do coronavírus, mas ela [a plataforma] não substitui um atendimento médico”, explica um dos desenvolvedores da plataforma, Regis Lahm.

O objetivo é desafogar as unidades de saúde e também que as pessoas não se desloquem até os locais sem necessidade.

“A plataforma também visa tirar um pouco da ansiedade das pessoas. Porque ao responder, dizendo os sintomas, se tem histórico de viagem, como está se sentindo, se tem febre e uma série de coisas, tu consegue ter um alívio. Dá dicas de como te manter saudável também”, afirma Regis.

A pessoa deve responder o que está sentindo, se está com sintomas, históricos de viagens, nacionais e internacionais, se faz parte de determinado grupo de risco.

Caso as respostas sejam correspondentes aos sintomas mais conhecidos da Covid-19, como febre por mais de 24 horas, dores no peito, tosse, a pesquisa sugere que a pessoa busque por atendimento médico.

Para ampliar o atendimento da plataforma, a ideia dos pesquisadores é disponibilizar um material nas Unidades de Saúde, que contenha um QR Code, que irá levar ao questionário. Assim, caso o paciente já esteja no local, ele pode acessar a pesquisa e respondê-la.

FONTE: G1