Artigos - Educação

“Por que estabelecer prioridades é importante nas finanças pessoais?” – por Luciano Fontana

Luciano Fontana (Foto: Divulgação)
Luciano Fontana (Foto: Divulgação)

O artigo de hoje encerra a série sobre finanças pessoais e os três hábitos que toda pessoa deveria ter para conseguir uma educação financeira eficaz. Lembrando ao leitor, que no primeiro artigo sobre educação financeira falamos sobre o hábito da proatividade, que diz que devemos ser responsáveis por nossas escolhas e que devemos saber fazer as escolhas certas. No segundo artigo falamos da importância de começar com um objetivo em mente, ou seja, traçar uma meta ou definir um propósito para nossa vida.

Portanto, se você conseguir aplicar os dois primeiros hábitos em sua vida, necessariamente terá que estabelecer prioridades para atingir seus objetivos ou metas. Portanto, o terceiro hábito que recomendo é “Faça primeiro o mais importante”, isto é, priorize o que é realmente importante fazer para atingir a meta ou sonho que você estabeleceu.

O hábito de fazer primeiro o mais importante é onde você cumpre as suas promessas, é onde você roda o programa, coloca na prática tudo aquilo que planejou. Da mesma forma que os hábitos anteriores, este também requer mudança de paradigmas. Lembra do ciclo Ver-Fazer-Obter? Vamos usá-lo para exemplificar a mudança de comportamento:

Paradigma: Estabeleço prioridades para atingir meu objetivo financeiro.

Comportamento: sigo o plano, cumpro com as prioridades estabelecidas, estabeleço mini-metas diárias, semanais e mensais.

Resultado: tenho mais organização e produtividade, menos crises, mais dinheiro, satisfação, equilíbrio e paz de espírito.

Talvez você tenha que abrir mão de algumas coisas para poder cumprir com suas prioridades, portanto, lembre-se que está tomando esta decisão em virtude de algo muito maior que são seus sonhos e objetivos de vida. Se pensamentos negativos vierem à sua cabeça fazendo com que desista dos seus planos, pense como se já tivesse atingido seu grande sonho e sinta o prazer de tê-lo conquistado. Deixe este sentimento fluir por todo seu corpo, e quando voltar ao tempo presente seja forte e siga firme nos seu planejamento.

Uma última dica importante, tirada do livro “Pai Rico, Pai Pobre”, do Robert Kiyosaki é, “invista seu dinheiro em ativos e fuja dos passivos. O ativo é quando o seu dinheiro trabalha para você. O passivo é quando o seu dinheiro trabalha contra você, geralmente este dinheiro acaba indo para outra pessoa”.

Se você concorda, discorda ou tem uma opinião diferente, ou quiser compartilhar seus objetivos e sonhos, mande um e-mail para luciano@lumeoline.com.br. Terei o prazer em lhe responder e trocar novas ideias. Um forte abraço e até a próxima.

Referências Bibliográficas:
Livro Os Sete Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes – Stephen Covey;
Livro “O 8º Hábito” – Stephen Covey
Livro Pai Rico, Pai Pobre – Robert Kiyosaki
Educar para o Consumo – Cássia D’Aquino
Artigos do site www.dinheirama.com.br;
Treinamento Os Sete Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes – Programa Clássico;
Apostila do Treinamento Professional and Self Coaching – IBC

Luciano Fontana:
Graduado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS (2005); Formado em Gestão e Liderança pela Escola de Executivos e Negócios do Instituto Albuquerque (2010); Formado em Professional and Self Coaching, Leader Coach e Analista Comportamental pelo Instituto Brasileiro de Coaching – IBC (2012). Pós Graduado em Gestão Educacional pela UNISEB (2015). Empresário e Sócio – Fundador da Lume Centro de Educação Profissional, com experiência de mais de 12 anos atuando nas áreas de Liderança, Gestão de Pessoas e Equipes, Vendas, Administração e Finanças.