RS RSS Rural - Agricultura

Preço pago pelo quilo do suíno vivo permanece em R$ 3,98 no RS

O milho subiu de R$ 24,00 para mais de R$ 50 (saca de 60 quilos). Já o preço pago pelo quilo do suíno vivo não acompanhou o movimento (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

A pesquisa semanal da cotação do suíno, milho e farelo de soja no Rio Grande do Sul, realizada na segunda-feira (24) pela Associação de Criadores de Suínos do RS – ACSURS, apontou novamente estabilidade no preço pago pelo quilo do suíno vivo ao produtor independente no Estado, permanecendo em R$ 3,98.

O valor da saca de 60 quilos do milho subiu alguns centavos, passando para R$ 24,62 (anterior R$ 24,50). O farelo de soja manteve-se em R$ 915,00 no pagamento à vista e baixou para R$ 930,00 no pagamento com 30 dias de prazo (anterior R$ 935,00).

Agroindústrias e cooperativas – O preço médio do suíno agroindustrial (integrado) ficou em R$ 3,27. As agroindústrias e cooperativas apresentaram as seguintes cotações: Cotrel R$ 3,30; Cosuel/Dália Alimentos R$ 3,30; Cotrijuí R$ 3,25; Cooperativa Languiru R$ 3,27; Cooperativa Majestade R$ 3,20; Ouro do Sul R$ 3,50; Alibem R$ 3,20; BRF R$ 3,20; JBS R$ 3,20; e Pamplona R$ 3,30.

A Pesquisa Semanal é realizada pela ACSURS com apoio exclusivo da MSD Saúde Animal, empresa Parceira da Suinocultura Gaúcha. Todas as pesquisas podem ser conferidas no site da ACSURS, o www.acsurs.com.br – guia Mercado – Cotações.

Texto: Ascom Acsurs