RSS Geral Marques de Souza

Prefeito e coordenador conhecem tataraneta de Manuel Marques de Souza

 prefeito Edmilson Dörr (Brida) e o coordenador de Educação Paulo Eurico da Silva conheceram em Porto Alegre, Carmem Lúcia Ferreira da Silva
Prefeito Edmilson Dörr e o coordenador de Educação Paulo Eurico da Silva conheceram Carmem Lúcia Ferreira da Silva (Foto: Divulgação)

O prefeito Edmilson Dörr  e o coordenador de Educação Paulo Eurico da Silva conheceram em Porto Alegre, Carmem Lúcia Ferreira da Silva. Ela é tataraneta de Manuel Marques de Souza, importante militar que originou o nome do município de Marques de Souza.

Na oportunidade prefeito e coordenador foram agraciados com pintura da foto e bibliografia que conta a vida do Tenente-general que integrou o alto escalão das tropas do governo imperial durante a Revolução Farroupilha (1835-1845), assim como em outras guerras em defesa do Brasil.

“Foi um momento ímpar. Sinto-me honrado por conhecer mais a fundo a origem do nome da nossa cidade. Vamos guardar esse acervo com muito carinho, pois ele vai ficar à disposição da comunidade na biblioteca do município”, afirma o prefeito.

Para o mês de dezembro a administração municipal está preparando uma festa de aniversário da cidade e vai contar com a presença e palestra de Carmem Lúcia Ferreira da Silva.

Manuel Marques de Sousa
O Conde de Porto Alegre foi um militar, político, abolicionista e monarquista brasileiro. Era Tenente-general do Exército. Nasceu dia 13 de junho de 1804, em Rio Grande, no sul do estado. Morreu em 18 de julho de 1875, no Rio de Janeiro.

Projeção histórica
Sua vida e obra se projetaram com relevo na História do Brasil, na do Rio Grande do Sul e na de Porto Alegre. Combateu no Passo do Rosário na Guerra da Cisplatina; na Revolução Farroupilha; comandou a 1ª Divisão Brasileira, que integrou o Exército Aliado, o qual derrotou forças do ditador argentino Rosas em Monte Caseros. Na Guerra do Paraguai foi o comandante brasileiro das forças que obrigaram os paraguaios, que invadiram o Rio Grande do Sul por São Borja, a se renderem em Uruguaiana na presença do Imperador Dom Pedro II e dos presidentes Bartolomeu Mitre e Venâncio Flores, respectivamente da Argentina e do Uruguai. Seu grande momento como líder de combate foi comandar pessoalmente a derrota inimiga na 2ª Batalha de Tuiuti e seu título de Conde de Porto Alegre foi em razão de haver liderado a reconquista definitiva de Porto Alegre pelo governo federal na Guerra do Farrapos.

Texto: Ascom Marques de Souza