Segurança Investimento Lajeado

Prefeitura de Lajeado institui sistema de registro de violência em escolas municipais

Para construir uma intervenção fundamentada no fato gerador e reduzir as ocorrências de violência escolar, a Prefeitura de Lajeado, por meio da Secretaria da Educação (Sed), instituiu de forma experimental em escolas municipais de Lajeado o Sistema de Registro de Violência Escolar (SISPREVE). Esse sistema integra o Programa Pacto Lajeado pela Paz, que tem como objetivo maior prevenir a violência no município. O sistema está funcionando desde segunda-feira, 04/11.

Conforme a orientadora educacional da Sed, Joice Schneider, o sistema é um formulário online onde os próprios gestores das escolas poderão registrar, se for o caso, situações de violência no espaço escolar. Em outubro, os gestores receberam orientações do sistema pelo representante do Instituto Cidade Segura, Alex Brandão.

No formulário, a escola poderá informar os envolvidos no fato (alunos, professores, funcionários e comunidade), idade dos envolvidos, qual foi o tipo de violência (abuso sexual, briga, bullying, consumo de drogas, discussão, ameaça, etc), motivos e momento que ocorreu o fato, entre outros.

A ideia é que, com as informações sistematizadas e baseadas em evidências, se possa traçar um perfil da violência praticada em cada escola e construir ações mais direcionadas no fato gerador, reduzindo assim a incidência de novas ocorrências.

Inicialmente, o sistema está sendo utilizado pelas escolas participantes do Cada Jovem Conta, que são as Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Emef) Alfredo Lopes da Silva, Dom Pedro I, Francisco Oscar Karnal, Lauro Mathias Müller e Santo André. “A partir de 2020, o sistema também abrangerá todas as demais escolas da rede municipal. Além do SISPREVE, em casos de violência, as escolas municipais seguem o Regimento Escolar”, contou Joice.

“Esse programa vai nos auxiliar no sentido de mapear as violências e contribuir para que o espaço escolar seja efetivo no seu objetivo maior: a aprendizagem”, disse a diretora da EMEF Francisco Oscar Karnal, Marisete Mathes.

Segundo Joice, o monitoramento dos registros do SISPREVE acontecerá mensalmente e a análise das situações ocorrerá nas reuniões do Comitê Integrado de Prevenção.

Assessoria de Imprensa de Lajeado