Saúde Destaques Taquari

Prefeitura de Taquari e Hospital São José assinam convênio com IPE Saúde

Novo modelo de contrato possibilita que qualquer médico da instituição realize atendimento e procedimentos em pacientes do plano de saúde

Um novo contrato entre a Prefeitura de Taquari, mantenedora do Hospital São José, e o setor de saúde do Instituto de Previdência do Estado (IPE Saúde) foi assinado na quarta-feira, dia 14. O convênio possibilita a realização de atendimento hospitalar a pacientes do plano de saúde, inclusive com exames e procedimentos cirúrgicos, por qualquer médico da instituição, mesmo que não esteja credenciado ao IPE. Anteriormente, estes atendimentos não tinham cobertura do plano.

O prefeito André Brito comemora a conquista do novo modelo de contrato, que deve representar mais de R$ 600 mil a mais de receita anual ao Hospital São José. Com o aumento de serviços, projetado pela instituição, esse valor pode chegar a R$ 1 milhão por ano. Além disso, o prefeito destaca que também pode chegar a R$ 1 milhão a economia da secretaria municipal de Saúde, com atenção primária, exames laboratoriais e de imagem, que eram custeados pela Prefeitura através do SUS aos pacientes que tinham IPE, mas não conseguiam utilizar o plano nos procedimentos. Agora, todos os serviços terão cobertura do plano.

André Brito destacou a celeridade do IPE Saúde no processo com Taquari, relatando que a primeira reunião para o assunto ocorreu há menos de 30 dias. “Nós não tínhamos expectativa ou previsão de quando seria assinado o contrato, nem sabíamos se íamos ganhar ou não. E, para minha surpresa, convidamos hoje o presidente para vir conhecer o nosso hospital e ele já chegou com o contrato pronto para nós assinarmos, muito mais rápido do que imaginávamos”, relatou.

Segundo o presidente do IPE Saúde, Júlio César Ruivo, o modelo de contrato existe há pouco mais de um ano e somente cerca de 10% dos hospitais do estado trabalham com a nova sistemática. “A grande maioria das instituições tem um, dois médicos credenciados, então isso barrava o ingresso do IPE ao hospital. Se o médico não estivesse no plantão ou no hospital, o paciente não podia ser atendido e acabava migrando para o SUS e o hospital deixava de ter uma receita suplementar, sobrecarregando o SUS. No novo contrato, vai, no mínimo, triplicar a arrecadação do hospital em relação ao IPE e descarregar o SUS”, afirmou Júlio César Ruivo.

Na oportunidade, também foi renovado o convênio que proporciona plano de saúde do IPE aos funcionários da Prefeitura e seus dependentes. São mais de 400 pessoas beneficiadas pelo contrato.