tempo Brasil Meio Ambiente Destaques

Primavera chega sob influência do fenômeno La Niña

Mês de setembro foi bastante úmido no início, mas terá tempo seco nos primeiros dias da nova estação

Previsões indicam que a nova estação será mais quente e com menos chuva

A primavera, começou  terça-feira, 22, às 10h31, terá influência do fenômeno climático La Niña. Com isso, a nova estação, que vai até 21 de dezembro, deverá ser mais quente e com menos chuva. As previsões foram divulgadas pela MetSul Meteorologia, que prevê a possibilidade de episódios curtos de frio e geada nesta primeira semana.

O ápice do La Niña, causado pelo resfriamento das águas do Oceano Pacífico equatorial, deverá ocorrer entre novembro e janeiro. O mês de setembro, que foi bastante úmido nas primeiras semanas, terá clima seco nos próximos dias, como explica a meteorologista Estael Sias. “Esta semana será de tempo seco, e no sábado volta a chover. Teremos finalmente uma janela de tempo associado ao ar gelado que estará presente, com potencial de geada.”

A chuva em outubro será irregular, mais espaçada e com volumes próximos da média histórica, entre 150 e 200 milímetros do Estado. Nos próximos meses, o fenômeno terá influência direta na redução das precipitações na região Sul, o que acende o sinal de alerta para o risco de estiagem. “A partir de novembro começa a secar e a diminuir bastante a chuva, que ficará abaixo da média para o período entre novembro e dezembro. A perspectiva será de estiagens regionalizadas como consequência do La Niña”, afirma.

Com relação à temperatura, segundo Estael, os modelos indicam um período de marcas acima da média em outubro, novembro e dezembro. “O La Niña nesta época favorece a incursão tardia de massas de ar polar que, em geral, têm curta duração. O que não exclui que possamos ter dois ou três dias do mês com temperaturas baixas e até geada.”

 

FONTE: GAZETA