RS Rural

Produtores de Montauri geram renda através da atividade leiteira e entregam, mensalmente, 480 mil litros de leite à Dália

Pais incutem no filho Gustavo espírito de sucessão

Em época de “vacas magras”, leite ainda é o “outro branco” para dezenas de famílias 

No município de Montauri, o setor primário é o que move a economia local, sendo a pecuária leiteira a principal geração de renda, seguida pelo plantio de grãos. Neste contexto, a Cooperativa Dália Alimentos, de Encantado, figura como um importante agente impulsionador do setor que possui 27 propriedades leiteiras no município com uma produção média de 480 mil litros de leite entregues mensalmente à cooperativa com sede em Encantado e suas unidades fabris de lácteos em Arroio do Meio.

            No início do mês de agosto, o presidente do Conselho de Administração, Gilberto Antônio Piccinini e o Conselheiro de Administração, Jacir Zanuzzo, visitaram propriedades de associados no interior do município, após cumprir agenda de entrega do Programa Criança Dália na Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Picoli Bambini. Em todas as famílias visitadas, sonhos em comum e projetos similares de ampliação da atividade, seja em volume de litros produzidos, em animais alojados, em modernização das instalações ou em melhoramento genético.

 

Balbinot: meta de chegar aos 1,5 mil litros/dia

Vivaldino Antônio (67) e Terezinha Balbinot (60) possuem três filhos e o mais novo, Leandro (26), foi o único que permaneceu na propriedade e pretende dar continuidade ao trabalho exercido pelos pais. A família reside na localidade de Linha Benjamin Constant, no interior do município, e associou-se à Dália Alimentos há 12 anos. Nos 19 hectares de área de terra, a maior parte é destinada ao leite com áreas destinadas ao plantio de milho para silagem e pastagem. A produção atual é de 1,3 mil litros de leite/dia com um rebanho lactante de 45 vacas e um plantel total de 60 animais que permanece em regime semiconfinado em um free stall. Segundo Leonardo, que é formado em Técnico em Agropecuária, o interesse por permanecer na propriedade é antigo, já que pretende ampliar o volume de litros de leite produzidos, gradativamente. “Nossa meta é chegar aos 1,5 mil litros em médio prazo, além de melhorar a genética dos animais. Estamos felizes com o desempenho e registramos, em média, uma produção de 30 litros/leite/vaca/dia”. 

 

Rossetto: Mais genética ao rebanho Jersey

Com a produção de 700 litros de leite diários, o associado à Dália Alimentos Flávio José Rossetto (41) também pensa em ampliar o volume de leite produzido e investir em genética do rebanho da raça Jersey. Com um free stall construído há três anos, cujo investimento foi de aproximadamente R$ 300 mil, Flávio e a esposa Vilma (36) entregam leite à Dália desde o ano de 2011, na localidade de Linha Benjamin Constant. Em uma área acidentada, o casal, pai de Gustavo (12), consegue utilizar somente 12 dos 73 hectares totais que a propriedade possui. O casal diz que não há mão de obra para ampliar a produção, mas que o número de litros produzidos pode ser aumentado. “Queremos investir em melhoramento genético do rebanho e, com isso, também melhorar a qualidade e a quantidade do leite”.

 

Bosio: qualidade e mão de obra familiar

Na propriedade da família Bosio, ainda na localidade de Linha Benjamin Constant, o associado Dirceo (40) e a esposa Cláudia (39) – filha de Vivaldino Antônio Balbinot (associado citado acima) conduzem a atividade leiteira, juntamente do filho Charles (15) e dos pais de Dirceo, Clementino (63) e Clacir (61). Na propriedade são produzidos 1,4 mil litros de leite por dia com um rebanho de 50 vacas lactantes e um total de 90 animais em um plantel geral. A propriedade possui 17,5 hectares e nela foi edificado um free stall padrão, em 2016, cujo investimento demandou a aplicação de R$ 200 mil. Em parte da área é semeado milho para silagem e em outra trigo para pré-secado. A família diz que pretende manter o padrão do rebanho de vacas da raça Holandesa e continuar investindo na qualidade do leite. 

 

Fotos: Carina Marques
Assessoria de Imprensa Dália Alimentos