Cultura Roca Sales Eventos Destaques

Produtos a base de peixe são destaque na 8ª Exporoca e 11ª Fecarpa

Gastronomia apresenta como novidade o salão para degustação de produtos diversos a base de peixe

O Centro Social Urbano em Roca Sales foi o palco da 8ª Exporoca e 11ª Fecarpa – evento que se encerrou domingo (08/03) e que teve o objetivo de divulgar as potencialidades do município. O grande destaque do evento desse ano foi o salão gastronômico a base de peixe, que possibilitou aos visitantes a entrada mediante pagamento de ingresso – R$ 55 antecipado e R$ 65 na hora -, para degustação de cardápio diversificado, com pratos como iscas de filé de tilápia, salpicão, bolinho, empada, coxinha, pastel, rissole, escabeche e focaccia, além de queijo, salame, calabresa, polenta frita, docinhos e bolo de frutas.

 A intenção do espaço, de acordo com o extensionista da Emater/RS-Ascar Deoclésio Piccoli foi o de valorizar ainda mais a piscicultura – uma das atividades de destaque no município. “Atualmente Roca Sales conta com 72 piscicultores que comercializam pescado”, destaca, reforçando ainda o fato de que, por ano, são retiradas dos 630 açudes, mais de 130 toneladas de peixes ao ano. Piccoli observa que este número tem aumentado, a partir da consolidação de programas do Governo do Estado que visam a promover a manutenção da água e a produção de peixes, a partir de projetos elaborados pela Emater/RS-Ascar. 

O gerente regional da Emater/RS-Ascar Marcelo Brandoli explica que o Programa Mais Água, Mais Renda – atualmente vinculado a Secretaria de Agricultura, Pecuária de Desenvolvimento Rural (Seapdr) -, tem levado maquinário ao campo, para a construção de viveiros, especialmente para o desenvolvimento da pesca em sistema sem-intensivo. “Roca Sales é o principal município produtor de peixes no Vale do Taquari, o nono do Rio Grande do Sul e o décimo primeiro do País, então nada mais natural que, nós, gestores, olhemos com atenção para o potencial de desenvolvimento local desta atividade”, explica Brandoli. 

Na noite de abertura – o evento oficial foi na sexta-feira (06/03) -, o prefeito Amilton Fontana e a presidente da Feira Marlisa Sartori Bratti, além de deputados, representantes de entidades e de empresas e outras lideranças, também enalteceram a feira, que, com seus 84 expositores, reuniu público superior a 50 mil pessoas, nos três dias. “É o nosso maior evento e uma grande oportunidade de evidenciarmos nosso potencial econômico, turístico e cultural”, ponderou Fontana. “A Feira afinal tem objetivos diversos, buscando preservar a história, proporcionar troca de experiências e realização de negócios”, completa Marisa. 

Sobre negócios, o Espaço das Agroindústrias, apoiado pela Emater/RS-Ascar foi, como de costume, um dos mais visitados pelo público que busca embutidos, sucos, pães, compotas e mel, entre outros. Veteranos em feiras, o casal Daniel e Fátima Gavineski, responsáveis pela agroindústria Sabor da Fruta, de Vespasiano Corrêa, trouxeram junto com as geleias de sabores tradicionais, a principal novidade: a cebola caramelizada, com abacaxi e gengibre. “Na última Expointer vendemos todos os vidros que levamos”, recordou Fátima. Para Daniel, as feiras são oportunidade para apresentar o produto e para fazer negócios. “É o ambiente ideal para a divulgação”, avalia.

 

Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar – Regional de Lajeado
Jornalista Tiago Bald