RS RSS Rural - Agricultura Destaques

Projeto constrói 740 microaçudes para ajudar famílias em vulnerabilidade

Agricultora Leni Teresinha Hahn e sua família estão entre os beneficiados do Programa Segunda Água (Foto: Divulgação/SDR)
Agricultora Leni Teresinha Hahn e sua família estão entre os beneficiados do Programa Segunda Água (Foto: Divulgação/SDR)

O Programa Segunda Água chegou à marca de 740 microaçudes para irrigação e piscicultura construídos e 400 kits de irrigação por gotejamento entregues às famílias beneficiárias em todo o Estado. Implantado pela Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR) em convênio com o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), o programa agora avança no Alto da Serra do Botucaraí, região em que o Produto Interno Bruto (PIB) per capita é um dos mais baixos do Estado e cujos indicadores sociais referentes à renda, saúde, educação e acesso ao saneamento básico estão abaixo das médias estaduais, segundo o Boletim Geográfico 2016 da Fundação de Economia e Estatística (FEE).

“O governador José Ivo Sartori sempre aconselha que trabalhemos para ajudar os que mais precisam e estamos seguindo essa orientação, com a conclusão de mais de 85 microaçudes para irrigação e piscicultura em Barros Cassal, Fontoura Xavier, Gramado Xavier, Jacuizinho, Lagoão e Soledade”, afirma o secretário de Desenvolvimento Rural, Tarcisio Minetto.

Na última semana, o engenheiro agrônomo da SDR Jonas Wesz, responsável por acompanhar a execução do convênio, e técnicos da Emater visitaram agricultores e vistoriaram as obras em Lagoão, Barros Cassal e Gramado Xavier.

Uma das famílias visitadas em Lagoão foi a do agricultor familiar Alurio Dias e da esposa, Maria Elaine Wild Dias, que cultivam milho, feijão, hortifrutigranjeiros e piscicultura. Desde 2011, eles entregam alimentos como batata-doce, feijão, pêssego, caqui, bergamota, beterraba, cenoura e milho verde para a merenda escolar do município, por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). Agora, com a construção de um microaçude e a instalação do sistema de irrigação por gotejamento, que será entregue em março, a família projeta ampliar o espaço da horta para o cultivo de hortaliças e terá a segurança da produção na área irrigada para aumentar a oferta de produtos para o Pnae.

Em Gramado Xavier, a agricultora Leni Teresinha Hahn, que recebeu o microaçude para piscicultura na véspera do Natal, e sua família se organizam para o início de uma nova atividade. Orientada pela equipe municipal da Emater, que presta o serviço de assistência técnica estadual, Leni plantou grama nos taludes e prepara os tanques com a colocação de calcário e adubo orgânico, elevando o nível da água aos poucos para depois introduzir alevinos e iniciar a criação de peixes após o inverno. Atualmente, a família tem o fumo como fonte de renda básica e investirá na piscicultura para diversificar a produção na propriedade de seis hectares.

As famílias visitadas fazem parte dos 2,7 mil beneficiados pelo Programa Segunda Água. O projeto constrói cisternas, microaçudes e sistemas simplificados de irrigação para estimular a produção e segurança alimentar de famílias em situação de vulnerabilidade.

Os recursos do Programa Segunda Água, no total de R$ 26,2 milhões, destinam-se à construção de 1.080 microaçudes com sistema de irrigação, 540 microaçudes para piscicultura e 1.080 cisternas com sistema de irrigação. O convênio também prevê capacitação dos agricultores beneficiados, assistência técnica às famílias e organização de seminários.

Texto: Ascom RS