Meio Ambiente Educação Santa Clara do Sul Destaques

Projeto de Santa Clara do Sul é finalista do Prêmio Educação Empreendedora

Solenidade de premiação ocorrerá na próxima segunda-feira, dia 20, em Porto Alegre

Alunos expuseram e venderam os brinquedos sustentáveis criados por eles numa feira de empreendedorismo

O Sebrae-RS divulgou os finalistas do Prêmio Educação Empreendedora nessa segunda-feira. E um dos 12 projetos selecionados no Estado é de Santa Clara do Sul. Denominada de “Despertando para o empreendedorismo”, a iniciativa desenvolvida em 2018 pelo 3º ano da Escola Professor Sereno Afonso Heisler integra o Programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP), implementado no município dentro do projeto Santa Clara Tem Valor.

Realizado pelo Sebrae, com apoio técnico da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ), o prêmio reconhece, incentiva e dá visibilidade às melhores práticas no País, além de valorizar os agentes envolvidos com educação nos mais diferentes níveis.

A distinção é composta por três etapas: estadual, regional e nacional. Na etapa estadual, foram selecionados três casos para cada categoria (ensino fundamental, médio, técnico e superior). As iniciativas foram escolhidas por servirem de exemplo e estímulo para outras instituições de ensino promoverem uma educação voltada ao empreendedorismo em seus alunos.

“É um reconhecimento ao idealizador pelas boas práticas de ensino do empreendedorismo promovidas nas instituições, além de ser uma forma de disseminação de exemplos de sucesso através da educação, formando protagonistas, com capacidade de liderança e gestão”, comenta a gestora estadual do prêmio, Fernanda Dall’Agnol.

Professora da turma responsável pelo projeto, Rosileni Reckziegel enaltece o esforço dos alunos e o apoio do governo municipal, por meio da Secretaria da Educação, que desenvolveu o programa de estímulo ao empreendedorismo em toda a rede municipal de ensino. “Com o desenvolvimento do JEPP, os alunos vivenciaram etapas de trabalho para a montagem de um negócio”, salienta.

Entre as ações desenvolvidas estiveram pesquisa sobre a preferência dos clientes, definição de um nome para o negócio, elaboração de uma campanha de divulgação, entre outras ações. “Os estudantes debateram ideias, tomaram decisões em conjunto e realizaram atividades que os remeteram a um contexto de ações empreendedoras durante o curso, tendo a chance de ter um aprendizado importante”, observa Rosileni.

De acordo com o secretário municipal de Educação, Cultura, Desporto e Juventude, Mauro Heinen, o objetivo é permitir que o aluno desenvolva atitudes e atributos necessários para a gerência da própria vida, tanto pessoal como profissional e social. “O nosso processo de ensino-aprendizagem busca atender os quatro pilares da educação propostos pela Unesco: aprender a conhecer; aprender a fazer; aprender a viver juntos e a aprender a ser”, menciona.

Segundo o prefeito Paulo Kohlrausch, trata-se de um reconhecimento ao trabalho de empreendedorismo desenvolvido no município a partir do programa Santa Clara Tem Valor. A exemplo dos setores da indústria, comércio e serviços, que têm participado de um processo amplo de qualificação, os estudantes estão recebendo uma atenção especial por parte do governo municipal. “O objetivo é disseminar a cultura empreendedora nas crianças para que no futuro tenham um protagonismo cada vez maior no município”, destaca.

A solenidade de premiação ocorrerá na próxima segunda-feira, 20 de maio, em Porto Alegre. Na oportunidade serão divulgados o 1°, 2° e 3° lugares de cada categoria. Santa Clara do Sul disputa o prêmio entre os colégios de ensino fundamental.

 

Saiba mais

O projeto finalista foi desenvolvido em 2018 pelos alunos do 3º ano do ensino fundamental da Escola Municipal Sereno Afonso Heisler dentro do programa Santa Clara Tem Valor, que visa fomentar o empreendedorismo no município. Entre os trabalhos realizados pelos estudantes esteve a criação de uma loja chamada SUCATA POP, cujo propósito foi arrecadar sucatas e transformar o material em brinquedos para todas as idades. O auge foi em novembro de 2018, quando os estudantes participaram da 1ª Feira de Empreendedorismo e puderam expor e vender os seus produtos para a comunidade.

 

 

Foto Rafael Simonis/Arquivo
Assessoria de Imprensa de Santa Clara do Sul