RSS Rural - Agricultura Destaques Forquetinha

Projeto estimula implantação de pomares

Anderson (c) implantará agroindústria para beneficiar as frutas (Foto: Divulgação)
Anderson (c) implantará agroindústria para beneficiar as frutas (Foto: Divulgação)

Desenvolvido pela Secretaria da Agricultura em parceria com a Emater, o programa – “Diversificando o pomar doméstico – colha frutas o ano todo”, tem o objetivo de garantir a soberania alimentar por meio de cultivos livres de agrotóxicos. Além disso buscar incentivar a diversificação e o beneficiamento das frutas em agroindústrias.

Conforme o técnico em agropecuária Élder Leitzke, em três anos mais de 1,5 mil mudas de frutíferas (laranja, bergamota, videira, limoeiro, figueiras entre outras) foram distribuídas. “Além de produzir um alimento saudável, existe a possibilidade de vender o excedente para programas sociais e mercados da região”, comenta.

Outra alternativa é o processamento das frutas e investir na fabricação de shmiers e compotas coloniais. Segundo Leitzke, o Executivo estuda a viabilidade de criar uma feira municipal para estimular a venda de produtos da agricultura familiar no centro.

De acordo com o assistente técnico regional em Sistema de Produção Vegetal da Emater/RS-Ascar, Derli Bonine a produção de alimentos é uma boa alternativa de lucro no meio rural e favorece inclusive a sucessão. Com a garantia de orientação técnica e linhas de crédito, a Emater incentiva a criação de novas agroindústrias para no futuro beneficiar o excedente das frutas. “É possível transformá-las em sucos, doces, geleias, schmiers e compotas”, orienta.

Para incrementar a área cultivada e fazer o manejo correto dos pomares, a Emater e secretaria da Agricultura fornecem a capacitação técnica, através de dias de campo, palestras, cursos, e treinamentos nos centros da entidade.

Aposta no beneficiamento

O jovem Anderson Bald, de São Vitor, vai implantar um hectare de figos e peras. A ideia é construir uma agroindústria até 2019 quando o pomar começa a produzir em maior escala. Serão fabricadas shmiers e geleias.

Na propriedade em que mora com os pais e a irmã, a bovinocultura de leite é a principal atividade. Mesmo com a estrutura montada para atender as cerca de 40 vacas em lactação que rendem uma média de 800 litros de leite por dia, Anderson pensa em diversificar os cultivos e reduzir a dependência da atividade leiteira. A garantia de sucessão faz o pai apoiar a ideia e auxiliar para que o projeto obtenha êxito.

Foco no setor primário

Com mais de 70% da arrecadação oriunda da agricultura, o prefeito Paulo Grunewald aposta na produção de alimentos para diversificar o meio rural, criar novas alternativas de renda e estimular a sucessão. “Existe mercado, oferecemos apoio técnico e temos mais de 40 programas voltados para auxiliar os produtores”, ressalta.

Grunewald quer incentivar a criação de mais agroindústrias no município. Hoje existem apenas três estruturas. Para ele, é uma forma de agregar valor à matéria-prima e aumentar o faturamento das famílias com a venda dos produtos. Outro projeto em fase de estudos é a estruturação de um local para venda de produtos coloniais na área central.

Fique atento

Na hora de planejar um pomar o agricultor precisa observar quais as espécies e variedades pretende cultivar. Qual o propósito dom plantio – consumo familiar, venda in natura, processamento caseiro ou destinação para indústrias. Observar as condições do clima, solo e as variedades mais indicadas para a área. Fazer a análise de solo, a correção da acidez e da fertilidade. E por fim encomendar mudas de viveiros registrados no Mapa.

Texto: Ascom Forquetinha