Bom Retiro do Sul Educação RS RSS Rural

Projeto Horta Escolar incrementa o cardápio das escolas do município

Valmor, Carline, Nelson e Benta na área de cultivo da Escola do Pinhal (Fotos: Fernando Dias)
Valmor, Carline, Nelson e Benta na área de cultivo da Escola do Pinhal (Fotos: Fernando Dias)

As parcerias que a administração municipal de Bom Retiro do Sul firmou no ano de 2017 foram fundamentais para a melhoria da qualidade de vida de muitas pessoas. Em uma destas parcerias, os alunos da rede municipal de ensino foram beneficiados com um significativo incremento no cardápio da merenda escolar, o que proporcionou uma alimentação mais saudável e nutritiva.

Em parceria com a Escola Estadual de Ensino Fundamental de Pinhal, o município, através das secretarias de educação e agricultura, realizaram o projeto “Horta Escolar e Horta Doméstica”. No projeto, alunos do 1º ao 5º ano cultivaram na escola, sem nenhum tipo de aditivo químico ou agrotóxico, verduras e legumes.

O responsável pela produção das mudas, plantio, cultivo e colheita foi Nelson Diedrich, funcionário cedido pela prefeitura para a realização deste projeto. Conforme o secretário da Agricultura, Valmor Sehn, o projeto contou também com o apoio da APSAT, que fez a lavragem da terra.

Carline Gauer, supervisora escolar da EEEF de Pinhal, ressaltou que o projeto tem o objetivo de levar o aprendizado da escola para a casa dos alunos. “Com a integração da comunidade, os alunos com seus familiares, puderam estender os conhecimentos adquiridos na escola e implantar as hortas em suas casas. Isso valoriza a agricultura familiar, incentivando a permanência dos jovens no campo”, destacou.

A parceria entre a Escola de Pinhal e o município rendeu muitos frutos em 2017. Conforme Carline, a produção feita na estufa e na área de terras da escola foi repartida entre a escola do Pinhal e as escolas municipais. “A parte da produção que fica na escola do Pinhal foi utilizada na merenda escolar, no galeto que promovemos e também em doações para eventos da comunidade”, disse Carline.

“De maio, quando começamos a registrar as quantidades produzidas, até dezembro de 2017, foram cultivadas nas dependências da escola alface, chuchu, couve-chinesa, repolho, brócolis, couve-flor, batata doce, beterraba, rabanete, tomate, cenoura, pepino salada, cenoura, abobrinhas, moranga, temperos verdes (salsa, cebolinha, espinafre e couve folha) e aipim”, destacou Carline.

Valmor destacou que a cedência do funcionário é fundamental para a realização deste projeto, que demanda outras atividades além do cultivo dos alimentos. “A estufa que há na escola demanda várias manutenções ao longo do ano, em função das intempéries. Essas manutenções foram feitas com o auxílio das secretarias de Agricultura e Educação, e também com a colaboração de funcionários da empresa Minuano, que nos dá um grande apoio neste projeto”, ressaltou.

O projeto “Horta Escolar e Horta Doméstica” durante o ano de 2017 foi divulgado pela Escola de Pinhal na Expointer e na Feira Municipal de Ciências. Para este ano de 2018, a Escola de Pinhal, juntamente com a comunidade local, se colocou à disposição para renovar a parceria junto com a administração municipal.

Carline destacou que neste ano será trabalhada a reforma da cobertura da casa de vegetação, a aquisição de sementes de substrato e a implantação de um sistema de captação de água da chuva do telhado da escola, buscando a sustentabilidade da proposta e preservação dos recursos hídricos.

“O terreno que temos é propício, a terra é fértil e a casa de vegetação é adequada para o cultivo de mudas e para oportunizar atividades de cunho pedagógico e, a experiência realizada em 2017 foi muito positiva. Acreditamos que seja possível aumentar a produtividade chegando o mais próximo possível das necessidades das escolas atendidas pelo projeto”, ressaltou Carline.

Durante o ano, o projeto será utilizado pela secretaria da educação para que os alunos da rede municipal conheçam de onde vem os alimentos e também sobre o projeto, oportunizando a prática do cultivo e expandindo a experiência para hortas em suas escolas, abrangendo todo o município.

Para o prefeito Edmilson Busatto, o projeto Horta Escolar leva um grande conhecimento à comunidade do Pinhal, economia para o município e deverá ser expandido para outras escolas municipais nos próximos anos.

“Vamos manter a parceria com a Escola do Pinhal para darmos continuidade a este projeto que é um exemplo para nós. Vamos trabalhar inclusive para implantar um projeto semelhante na Escola Anita Ferreira de Moraes, no Faxinal. Temos uma área de terras que será avaliada e, juntamente com a secretaria de educação, proporcionar que os alunos recebam estes conhecimento e possam usufruir destes benefícios, que geram alimentos saudáveis e oferecem uma melhor qualidade de vida para a comunidade”, destacou Busatto.

Texto: Ascom Bom Retiro do Sul