Alimentação Santa Clara do Sul Destaques Geral

Projeto incentiva a produção de orgânicos

Representantes da Emei Pequeno Mundo usaram o espaço da tribuna para apresentar um pouco do trabalho desenvolvido no educandário

Produtores certificados receberão auxílio de R$ 1 mil para construção de estufas

O programa Santa Clara Mais Saudável, que visa construir uma cultura de produção e consumo de alimentos orgânicos no município, receberá mais um incentivo do governo municipal. Na sessão realizada na semana passada, os vereadores aprovaram a matéria que institui o auxílio de R$ 1 mil aos agricultores certificados para a construção de estufas.

Num primeiro momento serão contemplados até dez projetos de produtores agroecológicos, sendo a quantia concedida apenas quando a construção estiver concluída, devendo o beneficiário permanecer no ramo por, no mínimo, cinco anos e com efetiva produção no segmento. Trata-se de uma ajuda importante levando em conta o clima desfavorável em várias épocas do ano que prejudica o cultivo dos produtos orgânicos.

O incentivo faz parte do Programa de Apoio à Produção de Alimentos Orgânicos e Agroecológicos de Santa Clara do Sul, com o intuito de promover o desenvolvimento econômico sustentável dos produtores e garantir mais saúde e qualidade de vida à população a partir da oferta e consumo de produtos saudáveis.

Da mesma forma, o Legislativo aprovou o projeto que autoriza a abertura de um crédito suplementar no valor de até R$ 250 mil. O objetivo é promover um trabalho de conservação e manutenção da sinalização viária das ruas, considerando que em diversos pontos a pintura encontra-se desgastada. O investimento também proporcionará uma maior organização viária e segurança dos usuários.

Ainda é necessária a aquisição de brita e serviços terceirizados de detonação em rochas e de máquinas, uma vez que o uso do maquinário do governo municipal é insuficiente para a demanda constante na conservação das estradas.

Emei Pequeno Mundo

A sessão também contou com a presença de representantes da Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Pequeno Mundo, que usaram o espaço da tribuna para apresentar um pouco do trabalho desenvolvido no educandário. A iniciativa integra o projeto “Comunidade na Câmara”, pelo qual o Legislativo oportuniza que clubes, entidades e instituições do município exponham as suas atividades.

Acompanhada da vice-diretora Michele Wickert e da coordenadora pedagógica Letícia Scherner, a diretora da Emei, Berenice Schwertner, fez um resumo da estrutura organizacional e do modelo de ensino-aprendizagem do colégio. Em torno de 80 profissionais atuam na Emei, entre professores e funcionários, que atendem 286 crianças. Na sede são 15 turmas com alunos de 1 a 5 anos. Já no berçário, que funciona num prédio separado, são atendidas quatro turmas com crianças desde os 4 meses até 1 ano de idade.

Berenice destacou que a Emei é um espaço de aprendizado, vivências e troca de experiências que ocorrem desde o primeiro dia em que a criança entra na escola. “A gente fala em creche, mas estamos mudando essa concepção. Somos uma escola, pois é um local em que os alunos aprendem de maneira constante”, enfatizou.

Segundo a diretora, todos os professores têm formação em Pedagogia. “A gente sempre busca melhorar o nosso ensino-aprendizagem. Na Emei ninguém faz nada sozinho. A gente acredita muito no que faz. Desde que eu assumi a direção, a Secretaria da Educação e o governo municipal sempre deram muito apoio, principalmente para promovermos a capacitação e a formação dos nossos professores”, salientou.

Berenice ainda destacou que é na educação infantil que as crianças se descobrem e evoluem consideravelmente. “Aprendem a segurar uma frutinha na mão para comer, engatinhar, caminhar, falar, brincar. É um trabalho extremamente importante, pois é na escola que a criança está na maior parte do tempo”, ressaltou.

Por fim, a coordenadora Letícia Scherner apresentou os projetos desenvolvidos em cada nível e faixa etária.

O vereador Gilmar Hermes parabenizou o trabalho de todos os profissionais que atuam na Emei. “Fui secretário da Educação por 8 anos e entendo a importância do empenho de todos para cuidar das nossas crianças. Nos dias atuais ser educador não é nada fácil. Precisa de muito amor e dedicação”, comentou.

Hermes observou que as sementes deixadas pelos educadores no coração de cada aluno são espalhadas por todo o município. “Vão germinar e gerar excelentes frutos. A educação é a maior e melhor arma que existe para transformar a vida das pessoas”, frisou.

A presidente do Legislativo, Helena Herrmann, agradeceu a presença das representantes da Emei e elogiou as ações realizadas na escola. “Parabenizo a todos os funcionários da Emei, que fazem um trabalho diferenciado. Tem envolvimento dos pais e a família inserida na escola. E isso é extremamente importante”, ressaltou.

Lançamento da Santa Flor

Gilmar Hermes parabenizou o governo municipal e a comissão organizadora pelo evento de lançamento da Santa Flor 2019. “Será uma feira que vai extrapolar os limites de Santa Clara do Sul e da região. Ainda mais considerando as temáticas deste ano, que são as flores e agora a agroecologia e os alimentos saudáveis”, mencionou.

Helena Herrmann agradeceu aos vereadores que se fizeram presentes no lançamento da Feira das Flores e da Agroecologia. “Precisamos nos dedicar e representar a comunidade. Foi um momento muito bonito e as soberanas estavam lindas e muito bem preparadas. Outro diferencial foi a decoração e a alimentação, ambas voltadas à sustentabilidade e agroecologia. E o vídeo institucional muito bem elaborado e que mostra a evolução da Santa Flor e o desenvolvimento do município”, observou.

Para finalizar, Helena leu uma mensagem homenageando os pais pela passagem do seu dia e parabenizou os colegas do Legislativo e a todos os pais de Santa Clara do Sul.

Fotos Rafael Simonis
Assessoria de Imprensa da Câmara de Santa Clara do Sul