Educação Imigrante

Projeto Paz na Escola é apresentado em Congresso Nacional

Com o objetivo de envolver pais, professores e alunos em atividades sobre Bullying, o Projeto Paz na Escola foi implantando nas escolas de Imigrante em 2017, envolvendo aproximadamente 400 alunos da Rede Municipal e Estadual de Ensino. O projeto foi selecionado pela banca examinadora para ser apresentado no 12º Congresso Nacional de Gestores e Trabalhadores da Política de Assistência Social, organizado pelo Instituto Santos Brasil e realizado de 26 a 29 de março, em Florianópolis.

Mais de cem pessoas dos estados de Santa Catarina, Maranhão, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Acre, Pernambuco, Mato Grosso do Sul, Sergipe e Bahia, estiveram presentes. Do Rio Grande do Sul, o projeto de Imigrante foi o único selecionado para a apresentação do relato.

Paz na Escola surgiu a partir da demanda de escolas que estavam tendo várias ocorrências de Bulyiing. Foram trabalhadas medidas educativas, mas também, alertando sobre as medidas punitivas, buscando a efetividade dos resultados das ações desenvolvidas.

A Psicopedagoga Fabiana Christ e a Assistente Social Ana Caroline Schneider, que participaram da elaboração do projeto, apresentaram o relato da experiência no Congresso. Segundo elas, a atividade é importante para divulgar o trabalho do município, para a valorização dos servidores envolvidos, e pela troca de experiências com pessoas que atuam na área e são de vários estados do país.

“Foi uma troca muito rica de informações. Desenvolvemos o projeto como um questão preventiva, um trabalho mais informativo. Muitas pessoas desconhecem essas atividades do CRAS, e esse trabalho envolveu toda a comunidade”, ressalta Fabiana. Elas afirmam que outros relatos de ações realizadas, e que deram certo, nos locais que estiveram presentes, podem ser implantadas em Imigrante.

Outros temas abordados foram como dividir o trabalho da equipe em cada território, estratégias para trabalhar com os grupos, como otimizar a rotina de ações e tarefas para melhor atender a população.

A Secretária da Saúde e Assistência Social, Regiane Möllmann, relata que dentre os palestrantes haviam pessoas renomadas, doutores nas áreas da Assistência Social com conhecimento na gestão de recursos, gestão do SUAS, temas importantes que geraram diversos debates sobre a política de assistência social e implantação de novos projetos. Foram quatro dias de trocas de ideias entre municípios e estados, bem como, sobre formas de trabalho em municípios de pequeno porte.

 

Assessoria de Imprensa
Prefeitura Municipal de Imigrante