Região RSS Eventos Destaques

Projeto Travessia Música Instrumental proporciona cultura e entretenimento para oito municípios

Camerata Jovem Violão Pampeano (Foto: Studio Bastian)
Camerata Jovem Violão Pampeano (Foto: Studio Bastian)

Na sexta-feira (05) foi realizada a última etapa do Projeto Travessia Música Instrumental II. A atividade ocorreu no Autódromo de Guaporé e contou com a apresentação da Camerata Jovem Violão Pampeano e da Orquestra de Encantado. Em torno de duas mil pessoas assistiram gratuitamente ao espetáculo. O evento teve o estímulo da Lei Federal de incentivo à Cultura, do Ministério da Cultura e contou com o patrocínio do Banrisul e Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE.

O Projeto Travessia Música Instrumental II, que ocorreu de março até agosto, levou música, cultura e entretenimento para oito municípios da Região dos Vales: Rio Pardo, Santa Clara do Sul, Ilópolis, Anta Gorda, Candelária, Estrela, Encantado e Guaporé. 16 mil pessoas tiveram a oportunidade de assistir e se encantar com as apresentações da Orquestra e da Camerata, ambas de Encantado, e do Quarteto de Sopros SoulMusik de Estrela. Além disso, mais de 30 músicos puderam mostrar o seu talento durante este período.

“Foi uma forma muito importante para divulgar o trabalho da Orquestra de Encantado, e com certeza, sem este projeto seria impossível ter atingido um número tão significativo de pessoas. Todo o trabalho foi feito com muito carinho. Os arranjos incorporaram instrumentos de metal que não são usuais em músicas populares, e com uma roupagem divertida, atingimos e superamos as expectativas deste projeto, pois introduzimos música e conhecimento na comunidade”, explica o membro da Orquestra Carlos Eduardo Dalla Lasta.

Orquestra de Encantado (Foto: Studio Bastian)
Orquestra de Encantado (Foto: Studio Bastian)

Em cada apresentação, a Camerata Jovem Violão Pampeano promoveu um resgate de belíssimas canções da música regional gaúcha e Sul-americana. “O projeto Travessia Música Instrumental II foi de grande importância, pois oportunizou que levássemos a nossa Arte Musical para várias cidades do RS, conhecendo novas pessoas e novas culturas, o que é muito agregador à formação pessoal de cada um dos integrantes do grupo. Em cada apresentação procuramos fortalecer a Cultura Musical e a importância que isso tem para a construção de um mundo melhor”, destaca o responsável pela Camerata, Fernando Graciola.

Por meio do Incentivo a Cultura da Lei Rouanet, diversas empresas da região contribuíram para a realização do projeto. A organização foi da Lume Eventos e do Ministério da Cultura, Governo Federal – Ordem e Progresso.

Texto: Ascom Projeto