Saúde Destaques Estrela

Projeto Valores leva crianças da Delfina à Vovolândia

Diversas atividades foram desenvolvidas com os vovôs e vovós da Vovolândia (Foto: Divulgação)
Diversas atividades foram desenvolvidas com os vovôs e vovós da Vovolândia (Foto: Divulgação)

Uma nova surpresa voltou a animar o dia dos senhores e senhoras residentes na Vovolândia São Pedro. Desta vez foram os alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Pedro Jorge Schmidt, do Distrito da Delfina, que na manhã da quinta-feira (13) visitaram a instituição estrelense. A visita marcou mais uma etapa do projeto Valores, o maior desenvolvido na escola do interior. Além da integração, marcada por diversas atividades, os alunos levaram carinho, presentes e trouxeram de volta para a escola importantes lembranças e ensinamentos.

Na visita, os alunos 1º, 4º e 5º ano realizaram interações diversas com os vovôs e vovós. Também apresentações como a da “Dança da Amizade” e da letra “Mocinhas da Cidade”. Os residentes na Vovolândia também receberam cartinhas de carinho, mensagens de apoio, beijos, abraços, e foram presenteados com uma bela caixa repleta de frutas e verduras produzidos e cultivados na própria escola.

O projeto Valores é desenvolvido na escola desde o ano passado e envolve hoje cerca de 190 alunos de 4 a 14 anos, em atividades e ações diversas que visam demonstrar a importância de valores básicos de carinho, amor e educação. “Não adianta apenas teorizar valores, faz-se necessário praticá-los para assim conseguirmos sensibilizar e mobilizar as gerações futuras para um mundo melhor”, destaca a coordenadora Juliana Maria Scheeren Mallmann. “Lidar com esse tema não é algo que pode ser feito de imediato, os mesmos se constroem com o tempo, no convívio com o outro, nas ações do dia a dia. O projeto abrange todos os anos, desde a educação infantil, séries iniciais e finais, bem como todas as disciplinas. Professores e funcionários são os mediadores apenas, pois o que efetiva este projeto são as ações diárias na escola e é claro as que ultrapassam os nossos muros, como a visita à Vovolândia”, completa.

Texto: Ascom Estrela